ESPECIAL CANDIDATURAS
CLIQUE AQUI PARA VER MAIS
Projeto Parceria
Porto Canal
Info

Casa da Música volta a França em ano de integral das sinfonias de Beethoven

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 03 dez 2019 (Lusa) -- A Casa da Música vai dedicar o ano de 2020 a França, que já foi país em destaque em 2012 na instituição que assinala o seu 15.º aniversário com uma programação que inclui a integral das sinfonias de Beethoven.

A programação de 2020 da instituição portuense, apresentada hoje, revelou os franceses Pierre-Laurent Aimard e Philippe Manoury como Artista e Compositor em Residência, respetivamente.

Num ano em que a Casa da Música vai acolher o regresso de nomes como o pianista russo Grigory Sokolov, a programação de 2020 arranca no dia 03 de janeiro, com o Concerto de Ano Novo, pela Orquestra Sinfónica do Porto, dirigida por Takuo Yuasa.

Dois dias depois, dá-se a estreia em Portugal da russa Alexandra Dovgan, de 12 anos, que Sokolov classificou como um talento "excecionalmente harmonioso".

A abertura oficial do ano da França acontece no dia 10 de janeiro, com o "Te Deum", de Hector Berlioz, e o "Hymne au Saint-Sacrement", de Olivier Messiaen, a serem interpretados pela Sinfónica do Porto, dirigida pelo maestro titular Baldur Brönnimann, com o Coro Nacional de Espanha e o Coro Infantil da Casa da Música.

No dia 11, a Casa da Música recebe a apresentação de "Fragments pour un portrait", de Manoury, a primeira de várias estreias nacionais de peças do compositor francês, com Aimard ao piano.

A integral das sinfonias de Beethoven começa no primeiro dia de fevereiro, com a Orquestra Sinfónica do Porto, na Sala Suggia, dirigida por Ryan Wigglesworth, num programa que inclui também o Concerto n.º 1 para Piano e Orquestra do compositor alemão e a peça "Frieze", de Mark-Anthony Turnage.

No dia 05 de fevereiro, o ciclo de piano da Casa da Música recebe o pianista sul-coreano Seon-Jin Cho, vencedor do Concurso Internacional Chopin para Piano.

O ciclo "Invicta. Música. Filmes" está de volta novamente e arranca no dia 15 de fevereiro, com "J'Accuse", de Abel Gance, acompanhado pela Orquestra Sinfónica Portuguesa, seguindo-se, um dia depois, a Banda Sinfónica Portuguesa a levar a palco um programa de peças icónicas do cinema, que vai de Nino Rota a John Williams.

No dia 18 de fevereiro, o Remix Ensemble vai subir ao palco da Sala Suggia para a estreia mundial de uma encomenda da Casa da Música e da Philharmonie do Luxemburgo a Igor C. Silva para "O Táxi 9297", de Reinaldo Ferreira (Repórter X).

No campo do Jazz, a Casa da Música vai receber Dave Holland, Kenny Baron e Jonathan Blake (12 de março), Shabaka Hutchings and the Ancestors (12 de maio), Cécile McLorin Salvant (08 de julho), para além de voltar a estar envolvida no Matosinhos em Jazz e programar o Outono em Jazz, a partir de outubro.

TDI // MAG

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Centro Social em Vila Nova de Famalicão com seis a 10 infetados com Covid-19 suspende valências

O Centro Social Paroquial de Ribeirão, em Vila Nova de Famalicão, decidiu suspender a atividade de algumas das suas valências, depois de “entre seis a dez” funcionários terem acusado positivo para a covid-19, confirmou esta quinta-feira o Porto Canal junto da instituição.

Idoso morreu na sequência do despiste do trator que conduzia em Barcelos

Um homem com cerca de 90 anos morreu hoje na sequência do despiste de um trator que conduzia em Parque, Barcelos, disse fonte dos bombeiros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.