Info

Assalto deixa clube da Póvoa de Lanhoso sem chuteiras e sem bolas

| Desporto
Porto Canal com Lusa

As instalações do Grupo Desportivo Porto d’Ave, na Póvoa de Lanhoso, foram assaltadas, tendo sido roubadas “praticamente todas as chuteiras” do plantel sénior, além de bolas e equipamentos de treino, disse hoje à Lusa um diretor do clube.

Atualizado 07-02-2019 11:33

Segundo Bruno Vieira, do Departamento de Futebol, só em chuteiras o prejuízo deverá ascender a mais de 10 mil euros.

“Só escaparam as chuteiras dos guarda-redes, que estavam guardadas num outro espaço”, referiu.

Em termos de bolas, foram roubadas cerca de 20, preparando-se o clube para gastar de imediato 1.200 euros para repor o ‘stock’.

“Levaram ainda equipamento de treino, como camisolas térmicas, além de um televisor que servia para visionarmos os jogos”, acrescentou Bruno Vieira.

O assalto foi registado na noite de segunda para terça-feira, tendo os larápios entrado por uma janela que dá diretamente para o balneário e a arrecadação do plantel sénior.

“Só pode ter sido alguém que conhecia muito bem os cantos à casa”, disse ainda aquele dirigente.

O Grupo Desportivo Porto d’Ave milita no principal escalão da Associação de Futebol de Braga (Pro-Nacional), ocupando atualmente o segundo lugar na classificação geral, a dois pontos do primeiro, o CCD Santa Eulália.

No próximo domingo, recebe precisamente o Santa Eulália.

“Este assalto, além de um grande rombo nas nossas finanças, significa também um forte revés na preparação do jogo de domingo”, rematou Bruno Vieira.

O caso já foi participado à GNR, que está a investigar.

+ notícias: Desporto

Trófeu mais antigo de todo-o-terreno inicia-se em Évora com cerca de 7000 espectadores

O mais antigo Troféu de todo-o-terreno, que pelo 16º ano consecutivo se disputa em Portugal, teve este ano início em Évora. Uma jornada com nove corridas e envolvendo 21 classes distintas, repartidas por motos e moto 4, e com participantes a partir dos cinco anos. Esta grande festa do desporto motorizado juntou cerca de 7000 espectadores.

César Boaventura obrigado a pedir desculpas publicamente a Cássio

Cássio desistiu da queixa por difamação contra César Boaventura. Os dois chegaram a um acordo que obriga o empresário a pedir desculpas ao jogador publicamente.

Diretora da Liga admite "possibilidade" de jogos às 12h45 em 2019/20

 A diretora executiva da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Sónia Carneiro, admitiu esta terça-feira a possibilidade de, na próxima época, alguns jogos da I Liga se realizarem às 12h45.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.