Info

Rui Vilar eleito com "voto unânime" presidente do Conselho de Fundadores de Serralves

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 05 dez (Lusa) -- O ex-presidente da Fundação Calouste Gulbenkian Emílio Rui Vilar foi hoje eleito, "com o voto unânime", presidente do Conselho de Fundadores de Serralves, no Porto, substituindo no cargo Luís Braga da Cruz, anunciou a Fundação.

Rui Vilar, ex-presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos (1989-1995), e ex-presidente da Fundação Calouste Gulbenkian (2002-2012), foi hoje eleito "com o voto unânime dos seus pares para o triénio 2019-2021", sucedendo a Luiz Braga da Cruz, lê-se no comunicado da Fundação Serralves, distribuído esta noite aos jornalistas, após a reunião anual do Conselho de Fundadores de Serralves, que teve a presença de "mais de uma centena de fundadores".

Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, membro do Conselho Superior da Universidade Católica Portuguesa, Emílio Rui Vilar foi fundador e primeiro presidente da SEDES (1970-1972), secretário de Estado do Comércio Externo e Turismo do I Governo Provisório (1974), ministro da Economia dos II e III Governos Provisórios (1974-1975), e ministro dos Transportes e Comunicações do I Governo Constitucional (1976-1978).

Rui Vilar foi ainda vice-governador do Banco de Portugal (1975-1984), diretor-geral da Comissão das Comunidades Europeias, em Bruxelas (1986-1989) e Comissário Geral da Europália-Portugal (1989-1992).

Na reunião de hoje, o Conselho de Administração de Serralves, presidido por Ana Pinho, manifestou o seu "profundo agradecimento a Luís Braga da Cruz, pela dedicação empenhada que desde o primeiro dia devotou a Serralves", e que evocou razões pessoais para se afastar.

Na reunião do Conselho de Fundadores de Serralves, que decorreu no auditório de Serralves, foi ainda apresentando o plano de atividades para o próximo ano de 2019 e foi feito o balanço de 2018.

CCM // MAG

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Enfermeiros do Centro Hospitalar do Médio Ave recusam-se a fazer horas extras

Os enfermeiros do Centro Hospitalar do Médio Ave estão em protesto e recusam fazer horas extras. Em causa está a posição da unidade de saúde, relativamente ao descongelamento das carreiras.

Estudante encontrado em pijama na linha de comboio em Aveiro com lesão num pé

Um universitário de 21 anos foi encontrado hoje em pijama caído junto à linha de comboios da CP, em Aveiro, com uma lesão “gravíssima” num pé, em circunstâncias que estão ainda por esclarecer, informou fonte dos Bombeiros.

Regulador da Saúde abre inquérito a contentores pediátricos do Hospital de São João

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) revelou esta terça-feira à Lusa que tem em curso "um processo de inquérito" aos contentores de internamento pediátrico do Hospital de São João (HSJ), no Porto.

Atualizado 22-05-2019 11:08

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.