Info

Costa nota reforço de verbas de promoção turística externa, com aposta no Reino Unido

Costa nota reforço de verbas de promoção turística externa, com aposta no Reino Unido
| Economia
Porto Canal com Lusa

O primeiro-ministro recordou hoje estar inscrito na proposta do Orçamento do Estado para 2019 um aumento de 37,5% das verbas para promoção turística externa, nomeadamente no Reino Unido, "historicamente o principal emissor turístico" para Portugal.

Em declarações à agência Lusa na quarta-feira, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, tinha anunciado que as Agências Regionais de Promoção Turística passarão a receber mais 37,5%, num total 16,5 milhões de euros anuais, num reforço nomeadamente de verbas para quatro regiões e para a aposta no Reino Unido.

Esta manhã, intervindo no Congresso da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), em Lisboa, António Costa informou que o Governo continuará a ser "parceiro ativo do crescimento do setor" e por isso aumentou, para os próximos três anos, as verbas que permitem "fazer promoção específica em determinados mercados".

"Quando ontem [quarta-feira], o Governo do Reino Unido aprovou o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE), todos sabemos quanto é essencial fazermos um trabalho específico no mercado britânico, que historicamente é o principal emissor turístico para Portugal", justificou.

Na abertura do 30.º congresso dos hoteleiros, o governante indicou que, "seja por desvalorização da libra, seja por outras razões", tem se sentido uma "redução do número de turistas do Reino Unido e que se reflete, necessariamente em Portugal".

+ notícias: Economia

Áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa querem assumir gestão dos comboios suburbanos

As áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa estão a trabalhar no sentido de reclamar junto da tutela a gestão dos comboios suburbanos, revelou hoje o presidente do Conselho Metropolitano do Porto (CmP).

Centeno diz que no que depender do Governo rede Multibanco vai continuar gratuita

O ministro das Finanças, Mário Centeno, garantiu hoje que no que depender do Governo "a rede de caixas automáticas" Multibanco vai continuar gratuita para todos os portugueses, depois de um conjunto de banqueiros ter defendido o contrário.

Atualizado 24-05-2019 11:35

Programa renda acessível do Governo entra em vigor 1 de julho

O programa renda acessível do Governo pode reduzir em 125 euros o valor mensal da renda de um T2 no Porto e 57 euros em Vila Real, por exemplo. O programa entra em vigor a 1 de julho e dá isenção fiscal aos senhorios que reduzam a renda até 20% .

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.