Info

Comissão Europeia dá 5,7 milhões de euros a três projetos de inovação portugueses

| Economia
Porto Canal com Lusa

Redação, 09 ago (Lusa) - A Comissão Europeia vai apoiar com 5,7 milhões de euros três projetos de inovação portugueses nas áreas das novas tecnologias e inteligência artificial, anunciou hoje numa nota informativa.

Os projetos das empresas portuguesas RTP, Sakthi Portugal e VisionWare fazem parte de um lote de 14 europeus, aos quais a Comissão Europeia vai atribuir um total de 34 milhões de euros, financiados pelo programa de incentivo à inovação Horizonte 2020.

Todas as propostas europeias envolvem a participação de vários parceiros, incluindo pequenas e médias empresas, indústria, universidades e organizações sem fins lucrativos, e o seu financiamento visa estimular a produção e comercialização de produtos e serviços inovadores.

Pela RTP, o projeto "Enhanceplayer", financiado em 2,4 milhões de euros, consiste numa "ferramenta de inteligência artificial que melhora a qualidade do vídeo e limita o tráfego de internet vinculado ao 'streaming' [tecnologia que envia informações multimédia através da transferência de dados] de vídeo".

Coordenado pela VisionWare, o projeto "Scene" (2,2 milhões de euros) é uma plataforma móvel destinada a "aplicativos de cidades inteligentes na área da segurança".

Um terceiro projeto, o "DigiMat", da Sakthi Portugal, propõe-se desenvolver "soluções inteligentes para materiais digitais na indústria automóvel" e será subsidiado com 1,1 milhões de euros.

A Comissão Europeia financia até três milhões de euros por projeto inovador.

ER // JMR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Portugal com taxa de risco de pobreza de 23,3%, abaixo da média da UE

Portugal apresentava em 2017 uma taxa de 23,3% de pessoas em risco de pobreza ou exclusão social, acima da média da União Europeia (UE 22,5%) mas 2,7 pontos abaixo da de 2008, divulgou hoje o Eurostat.

Governo não atualiza IRS e ameaça contribuintes que tenham aumentos salariais

Os escalões do IRS não vão sofrer qualquer atualização em 2019, segundo a proposta de Orçamento do Estado entregue segunda-feira no parlamento, o que poderá penalizar os contribuintes que venham a ter aumentos salariais.

Funcionários públicos recebem metade da progressão em janeiro

Os funcionários públicos que tiverem direito a progredir em 2019 vão receber metade do acréscimo salarial em janeiro, 75% em maio e 100% em dezembro, segundo a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) entregue esta terça-feira no parlamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.