Info

Ministério determina que todos os alunos vão a exame, com ou sem avaliação final

Ministério determina que todos os alunos vão a exame, com ou sem avaliação final
| Política
Porto Canal com Lusa

O Ministério da Educação (ME) enviou orientações às escolas a determinar a realização de provas finais e exames nacionais para todos os alunos, mesmo que ainda não tenham sido atribuídas notas internas, segundo um comunicado divulgado esta segunda-feira.

"Na eventualidade de haver alunos cujas avaliações internas não tenham sido ainda formalmente atribuídas à data em que os exames ou outras provas nacionais se realizam, garante-se que estes alunos serão condicionalmente admitidos aos mesmos", lê-se no comunicado do ME.

A tutela garante ainda que "o processo de matrículas para o ano letivo 2018-2019 não sofrerá alterações, mantendo-se o calendário que resulta do despacho das matrículas" e que "acompanha de perto este processo, de modo a assegurar o direito dos alunos à avaliação e à realização das suas provas com a desejável tranquilidade".

Os sindicatos dos professores decretaram greve às avaliações de fim de ano do ensino básico e secundário, sendo que atualmente só está em curso a paralisação convocada pelo Sindicato de Todos os Professores (S.T.O.P.), a decorrer até 15 de junho e com incidência nos conselhos de turma dos alunos em ano de provas finais e exames nacionais, pondo em causa a divulgação das avaliações internas atribuídas pelos docentes das turmas a tempo destas provas.

+ notícias: Política

Tancos: Presidente da República garante desconhecer factos sobre reaparecimento das armas

O Presidente da República garantiu este sábado à Agência Lusa desconhecer os factos na base do desaparecimento e reaparecimento das armas de Tancos, recordando que tem insistido na exigência do esclarecimento de "toda a verdade, doa a quem doer".

Mário Centeno diz que eleitoralismo do PS foi cumprir todas as metas

O ministro das Finanças, Mário Centeno, considerou esta sexta-feira que o eleitoralismo do PS na proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) foi cumprir todas as metas e promessas, que se traduzem na estabilização do sistema financeiro português.

Tenente-general José Nunes da Fonseca novo chefe do Estado-Maior do Exército

O tenente-general José Nunes da Fonseca será o novo chefe do Estado-Maior do Exército, tendo o seu nome recebido parecer favorável por unanimidade do Conselho Superior do Exército, anunciou hoje o primeiro-ministro, António Costa, em Bruxelas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.