Info

CDS-PP cria fórum para reforma da justiça e adia decisão sobre revisão constitucional

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 17 mai (Lusa) -- A presidente do CDS-PP anunciou hoje que o partido irá criar um fórum para a reforma da justiça e avaliará, até final da legislatura, se há ou não condições para avançar com uma revisão constitucional.

No final de uma audiência com o Presidente da República, Assunção Cristas admitiu que, até agora, apenas o PS respondeu, negativamente, ao repto dos democratas-cristãos lançado na semana passada para avançar com um processo de revisão constitucional centrado na área da justiça.

No imediato, o partido vai criar um grupo de trabalho, a que Cristas chamou de fórum para a reforma da justiça, e que será presidido pelo advogado e professor universitário Rui Medeiros, independente, e que chegou a assumir funções como ministro da Modernização Administrativa no segundo Governo de Passos Coelho, que durou menos de um mês.

"Não há neste momento um fim para estes trabalhos (...). No final, faremos a nossa reflexão, ouvindo aquilo que os demais partidos têm a dizer sobre esta matéria. O mais que pode acontecer é avançarem propostas que não impliquem alteração da Constituição", afirmou, defendendo que pelo menos "o trabalho de casa do CDS ficará feito".

Perante a insistência dos jornalistas, Cristas admitiu que este fórum deverá apresentar conclusões até ao final da legislatura, que termina no outono de 2019.

SMA // ZO

Lusa/fim

+ notícias: Política

Tancos: Presidente da República garante desconhecer factos sobre reaparecimento das armas

O Presidente da República garantiu este sábado à Agência Lusa desconhecer os factos na base do desaparecimento e reaparecimento das armas de Tancos, recordando que tem insistido na exigência do esclarecimento de "toda a verdade, doa a quem doer".

Câmara de Vila Real lança segunda-feira campanha sobre perigo na A24

A Câmara de Vila Real disse que vai colocar painéis nas entradas da Autoestrada 24 (A24) para alertar os automobilistas para os “perigos e falhas” da via, uma iniciativa apoiada pela Comunidade Intermunicipal do Douro (CIM Douro).

Mário Centeno diz que eleitoralismo do PS foi cumprir todas as metas

O ministro das Finanças, Mário Centeno, considerou esta sexta-feira que o eleitoralismo do PS na proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) foi cumprir todas as metas e promessas, que se traduzem na estabilização do sistema financeiro português.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.