Info

Jornalistas colombianos lançam plataforma digital para mapear desaparecimentos forçados nos rios

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bogotá, 17 mai (Lusa) - Jornalistas colombianos apresentaram, na quarta-feira, uma plataforma digital para mapear as vítimas de desaparecimento forçado nos rios do país, durante quase meio século de conflito armado.

"O objetivo é que todas as vítimas e familiares partilhem imagens, histórias ou quaisquer dados que possam servir como parte de uma investigação", explicou o coordenador do projeto, Oscar Parra.

A ferramenta digital a que mais de 20 jornalistas deram o nome de "Rios de vida e morte" permite aos utilizadores analisarem, ao longo de um mapa com 44 rios, histórias e informações sobre os desaparecidos.

Desta forma, será possível "chamar a atenção das autoridades e do público em geral sobre a importância de tentar encontrar os desaparecidos [nesses rios], para dignificar as vítimas e as famílias", explicou.

A diretora da Associação de Familiares de Desaparecidos (Asfaddes), Gloria Luz Gómez, elogiou o projeto no sentido em que "a memória é a pedra angular onde o direito à verdade e o direito à justiça podem descansar e se consolidar", razão pela qual considera que "reconstruir é vital".

No ano passado, as Nações Unidas assinalaram os 10 anos da adoção da Convenção Internacional para a Proteção de Todas as Pessoas de Desaparecimento Forçado.

À margem do evento, o secretário-geral da ONU, António Guterres, disse que "embora a Convenção tenha raízes nas horríveis práticas das ditaduras latinoamericanas nos anos de 1970 e 80, infelizmente, permanece relevante atualmente", de acordo com um comunicado lido por uma porta-voz.

FST // EJ

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Português detido por homicídio nos Estados Unidos vai a tribunal a 13 de março

O luso-venezuelano Javier Enrique Da Silva Rojas, detido nos Estados Unidos por furto e homicídio, vai apresentar-se num tribunal em Nova Iorque para uma audiência preliminar a 13 de março, segundo documentos a que a Lusa teve acesso este domingo.

Turquia detém 52 sírios suspeitos de ligação ao Estado Islâmico

A Turquia deteve esta quinta-feira 52 cidadãos sírios suspeitos de ligação ao grupo extremista Estado Islâmico numa operação na cidade de Bursa, a cerca de 100 quilómetros a sul de Istambul, noticia a agência estatal Anadolu.

Democratas e republicanos anunciam acordo provisório sobre muro exigido por Trump

Negociadores democratas e republicanos anunciaram no domingo terem alcançado um princípio de acordo sobre o muro que o Presidente dos Estados Unidos reinvindica na fronteira com o México, mas cuja verba está longe daquela reclamada por Donald Trump.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.