Jornal Diário Jornal das 13

Ministros da Saúde e do Ensino Superior dizem estar a cumprir a lei sobre medicina chinesa

| Política
Porto Canal com Lusa

Porto, 14 fev (Lusa) - Os ministros da Saúde e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Adalberto Campos e Manuel Heitor, respetivamente, desvalorizaram hoje, no Porto, as acusações da Ordem dos Médicos relativamente à validação científica de práticas tradicionais chinesas.

"Não faz nenhum sentido agitar a ideia de insegurança dos portugueses apenas e só porque o Estado está a cumprir uma lei da Assembleia da República aprovada sem votos contra em 2013 e que tinha sido aprovada por unanimidade em 2003", disse o ministro da Saúde.

Adalberto Campos Fernandes afirmou que "o que se está a fazer é enquadrar aquilo que não estava enquadrado e pôr-se dentro do sistema aquilo que estava fora do sistema. Se isso não é zelar pela qualidade e pela segurança das pessoas, então o que será?".

Também o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior quis "deixar bem claro que o Governo em Portugal não cria cursos".

"Já passámos há muitos anos essa fase. Nós podemos orgulhar-nos de ter uma agência de acreditação e de avaliação que segue as melhores práticas internacionais e um dos aspetos que obviamente hoje certifica - e que, mais uma vez, estamos a reforçar - é a capacidade científica de qualquer instituição de ensino superior antes de poder dar um curso", referiu Manuel Heitor.

A Ordem dos Médicos acusou o Governo de ameaçar a saúde dos portugueses validando cientificamente práticas tradicionais chinesas através de uma licenciatura e admite avançar para "formas inéditas" de mostrar o descontentamento dos médicos.

Em causa está uma portaria conjunta dos ministérios da Saúde e da Ciência e Ensino Superior de validação da criação de ciclos de estudo que conferem o grau de licenciado em medicina tradicional chinesa.

PM/(ARP)// PMC

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Web Summit: Paddy Cosgrave anuncia que retira convite a Marine Le Pen

O presidente executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, anunciou hoje no Twitter que decidiu retirar o convite à líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, depois das críticas de vários setores.

Governo autoriza arranque da terceira fase de obras no hospital de Gaia

O Governo autorizou o arranque da terceira fase de obras no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E), indicou esta terça-feira a câmara de Vila Nova de Gaia após uma reunião com o Ministério da Saúde.

36 Câmaras Municipais que não têm o Plano Municipal Contra Incêndios atualizado

Há 36 Câmaras Municipais que não têm o Plano Municipal Contra Incêndios atualizado. A norma foi introduzida no Orçamento do Estado de 2018 e previa uma penalização até 20% para os municípios, que acabou por não acontecer. As autarquias garantem que não há motivos para alarme.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Olá Maria!

Trend(i) - diferentes tipos de bolsas...

N'Agenda

Exposição 'Amor com amor...