Info

António Costa congratula-se com acordo entre Merkel e Schulz para novo Governo alemão

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 jan (Lusa) - O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que o acordo de Governo entre a chanceler germânica, Angela Merkel, e o líder dos sociais-democratas alemães, Martin Schulz, dará "um forte impulso" para a convergência da zona euro.

Esta posição de António Costa sobre o acordo de princípio para a formação de um Governo entre os dois maiores partidos alemães, os conservadores da CDU e os sociais-democratas germânicos, foi transmitida na rede social 'twitter'.

"O acordo entre Merkel e Schulz dá um forte impulso para a convergência na zona euro e para o fortalecimento da União Europeia", escreve o primeiro-ministro português.

Na mesma mensagem, António Costa acrescenta ainda que este acordo constitui "um excelente augúrio no dia" em que o seu ministro das Finanças, Mário Centeno, "assumiu a presidência do Eurogrupo".

Na sexta-feira, os conservadores alemães liderados por Angela Merkel e os sociais-democratas de Martin Schulz anunciaram ter alcançado um acordo de princípio para a formação de uma coligação governamental, mais de três meses após as eleições legislativas.

O acordo ainda vai ser submetido à aprovação do SPD, num congresso extraordinário marcado para dia 21.

PMF (EO) // MSF

Lusa/fim

+ notícias: Política

Tancos: Presidente da República garante desconhecer factos sobre reaparecimento das armas

O Presidente da República garantiu este sábado à Agência Lusa desconhecer os factos na base do desaparecimento e reaparecimento das armas de Tancos, recordando que tem insistido na exigência do esclarecimento de "toda a verdade, doa a quem doer".

Mário Centeno diz que eleitoralismo do PS foi cumprir todas as metas

O ministro das Finanças, Mário Centeno, considerou esta sexta-feira que o eleitoralismo do PS na proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) foi cumprir todas as metas e promessas, que se traduzem na estabilização do sistema financeiro português.

Tenente-general José Nunes da Fonseca novo chefe do Estado-Maior do Exército

O tenente-general José Nunes da Fonseca será o novo chefe do Estado-Maior do Exército, tendo o seu nome recebido parecer favorável por unanimidade do Conselho Superior do Exército, anunciou hoje o primeiro-ministro, António Costa, em Bruxelas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.