Info

Ensino superior e ciência também descongelam carreiras, mas ministro não sabe quanto custará

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 nov (Lusa) -- O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, garantiu hoje o descongelamento de carreiras para os docentes do ensino superior e investigadores em 2018, mas não sabe ainda quanto isso vai custar.

À saída da audição pela comissão parlamentar de Educação e Ciência na Assembleia da República, onde esta tarde foi ouvido pelos deputados no âmbito da discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2018, o ministro garantiu o descongelamento também na ciência e no ensino superior.

"Vai ser feito em todas as áreas de forma idêntica. O que está combinado é que o Ministério das Finanças fixará a dotação que depois será distribuída pelas instituições, uma vez que cada instituição tem práticas diferentes de esquemas de progressão na carreira", disse Manuel Heitor aos jornalistas.

Questionado sobre o peso desse descongelamento no Orçamento do Estado para o próximo ano, o ministro disse que não sabe ainda qual o valor.

"Não tenho definido", disse.

IMA // JMR

Lusa/fim

+ notícias: Política

Marcelo Rebelo de Sousa pede a Bombeiros e Governo que evitem afirmações que dificultem o diálogo

O Presidente da República apelou este domingo, a propósito do conflito entre Liga dos Bombeiros e Governo, para que todos os intervenientes evitem afirmações públicas que dificultem o diálogo neste "domínio muito sensível" da Proteção Civil.

Autarcas do Norte apresentam projeto para criar linha ferroviária Vale do Sousa

Vai ser apresentado, na próxima segunda-feira, um estudo preliminar sobre a desejada linha ferroviária do Vale do Sousa. Uma linha com 36 quilómetros que poderá custar cerca de 300 milhões de euros mas que pretende atravessar Valongo, Paredes, Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras.

Presidência da República confirma presença de Marcelo na posse de Jair Bolsonaro

A Presidência da República confirmou este sábado que o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, estará presente na posse de Jair Bolsonaro como Presidente do Brasil, no dia 01 de janeiro, em Brasília.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.