Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Web Summit: SafeCloud cria ferramentas para empresas guardarem dados de forma segura

| País
Porto Canal com Lusa

Porto, 04 nov (Lusa) - A 'startup' do Porto SafeCloud Technologies vai estar pelo segundo ano consecutivo na Web Summit, que decorre em Lisboa entre 06 e 09 de novembro, apresentando um conjunto de ferramentas que permitem às empresas guardar dados de forma segura.

Esta ferramentas estão direcionadas para "todo o tipo de empresas, como bancos, hospitais e retalhistas, que tenham dados sensíveis e que, por isso, precisem de garantir a máxima segurança e privacidade", disse à Lusa Francisco Maia, um dos fundadores da 'startup' (empresa de base tecnológica em fase de desenvolvimento) e investigador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência da Universidade do Porto (INESC TEC).

A SafeCloud Technologies oferece às empresas três tipos de soluções, começando pelo SafeCloud Database, que armazena os dados na 'cloud' (nuvem), sempre encriptados e possíveis de aceder em qualquer tipo de rede, seja em casa do colaborador da empresa, seja numa rede pública, explicou o engenheiro informático.

O SafeCloud Storage, por sua vez, é um sistema configurável de armazenamento de dados que permite o suporte simultâneo de diferentes serviços e plataformas de armazenamento.

Já o SafeCloud workspace é um sistema de gestão de ficheiros, com um conjunto de funcionalidades semelhantes a serviços como o 'Dropbox', cujo o acesso "só é permitido a quem tem permissões para e que mantêm os dados protegidos mesmo no caso de um dispositivo ser comprometido", continuou o fundador.

"Nestes casos, os ficheiros e o seu conteúdo estão sempre sob o controlo do legítimo dono", indicou Francisco Maia, acrescentando que estas ferramentas garantem a segurança e a privacidade da informação, na medida em que a fragmenta em pedaços, "que separados são apenas ruído".

Através das ferramentas disponibilizadas pela SafeCloud Technologies, os dados permanecem encriptados em trânsito, tanto durante o processamento como em repouso, podendo assim os utilizadores "tirar o máximo partido de plataformas 'cloud', sem abdicar de fortes garantias de confidencialidade e proteção de dados", assegurou o empreendedor.

A SafeCloud Technologies surgiu no âmbito do projeto europeu SafeCloud, liderado pelo INESC TEC e responsável pelo desenvolvimento da aplicação SafeCloud Photos, que possibilita aos utilizadores finais guardar as fotografias de forma segura e que foi apresentada na edição de 2016 do na conferência mundial de tecnologia Web Summit.

"No primeiro ano em que participamos, sabíamos que tínhamos uma ideia interessante, desenvolvemos a aplicação e queríamos divulgá-la, mas estávamos a aprender", contou Francisco Maia, garantindo que a presença no evento os ajudou "a abrir os horizontes".

A Web Summit "colocou-nos em contacto com pessoas de diferentes áreas, que não só forneceram o 'feedback' sobre a aplicação mas também fizeram um conjunto de perguntas sobre o modelo de negócio, dando-nos o impulso para continuar e mostrando-nos a direção a tomar", referiu.

"Decidimos participar novamente este ano para termos contacto com os investidores, visto que neste momento estamos em condições de procurar a primeira onda de financiamento para nos podermos dedicar a isto a 100% ao projeto", disse ainda o investigador.

A SafeCloud Technologies é constituída por quatro investigadores do INESC TEC e dois da Universidade de Neuchâtel, na Suíça.

Durante este ano, para além do desenvolvimento das ferramentas para as empresas, a equipa entrou num processo de registo de patente para a tecnologia SafeCloud Photos.

TYP // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: País

Governo aumenta para quase cem camiões-cisterna ajuda à região de Viseu

O Governo vai enviar mais 45 camiões-cisterna diariamente para descarregar água bruta na Albufeira de Fagilde, somando-se aos 51 já existentes, para enfrentar a seca que atinge quatro concelhos do distrito de Viseu, anunciou hoje o ministro do Ambiente.

Pedrógão Grande: Associação de vítimas diz que apoio psicológico em Pedrógão Grande está a falhar

A Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande (AVIPG) denunciou hoje que a resposta psicológica está a falhar no terreno e defendeu um apoio especializado e porta a porta.

PSP e GNR vão ter sala de atendimento a vítimas de violência doméstica

No próximo ano, todas as esquadras da PSP e e postos da GNR vão ter salas de atendimento às vítimas de violência doméstica. Neste momento, mais de 60% têm uma sala própria para o efeito. A APAV diz que a medida é importante, não só para acolher casos de violencia domestica, mas também para outras situaçoes.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS