Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Porto recebe cerimónia militar comemorativa do Dia de Portugal

Porto recebe cerimónia militar comemorativa do Dia de Portugal
| Norte
Porto Canal com Lusa

A cerimónia militar comemorativa do Dia de Portugal, presidida pelo Presidente da República, realiza-se hoje no Porto e no Brasil junto dos portugueses emigrantes e lusodescendentes residentes neste país.

Durante a cerimónia militar comemorativa do 10 de Junho, o chefe de Estado vai condecorar um sargento-chefe da Força Aérea recuperador salvador, um capitão-tenente da Marinha envolvido no planeamento de operações no Mediterrâneo e um primeiro-cabo do Exército recém-chegado do Kosovo.

No Porto, que há 11 anos já tinha sido palco destas celebrações oficiais, as atenções centram-se no Largo do Molhe, onde vai ter lugar a intervenção do presidente da Comissão Organizadora do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, o professor e investigador Manuel Sobrinho Simões, e o discurso do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A cerimónia, com conclusão prevista para as 12:00, inclui ainda Honras Militares, homenagem aos Mortos em Combate, Imposição de Condecorações Militares e o Desfile das Forças em Parada nas avenidas Brasil e Montevideu.

De acordo com o programa da Presidência da República, estarão presentes o primeiro-ministro, António Costa, o ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes, os chefes militares, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e de presidentes dos Tribunais.

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, também anunciou que assistirá à cerimónia militar.

Para as 10:00 estão marcadas as Honras Militares, nomeadamente a revista às forças em parada de Marcelo Rebelo de Sousa, comandante supremo das Forças Armadas. Segue-se a cerimónia de homenagem aos mortos em combate, com um minuto de silêncio.

Depois dos discursos de Sobrinho Simões e de Marcelo Rebelo de Sousa, decorre a cerimónia “de imposição de condecorações a militares agraciados por se terem destacado no cumprimento de missões no âmbito nacional e internacional”.

António Ribeiro Barreiros, sargento-chefe da Polícia Aérea, recuperador salvador em missões de helicóptero EH-101, com mais de trinta anos de serviço, será condecorado com a Medalha de Serviços Distintos, grau prata, "pela sua carreira e pelas missões de salvamento de vidas humanas", de acordo com uma nota da Presidência da República enviada à agência Lusa.

O capitão-tenente Mário Cortes Sanches, oficial imediato da fragata "Vasco da Gama", receberá a Medalha de Mérito Militar, 2,ª classe, pelo seu contributo "para o sucesso do planeamento das operações correntes da atividade das forças e unidades navais, de fuzileiros e de mergulhadores, muito em concreto para as operações Indalo e Triton, para controlo do fluxo de migrantes na bacia do Mediterrâneo", da agência europeia Frontex.

O terceiro condecorado, o jovem primeiro-cabo Tiago Silva Portela, do Primeiro Batalhão de Infantaria Mecanizada Rodas, recém-chegado de uma missão da NATO no Kosovo, receberá a Medalha de Mérito Militar, de 4.ª classe, pela "forma cuidada e atenta, especialmente nas condições difíceis" como desempenhou a sua função de condutor de viatura blindada de rodas Pandur.

"Realça-se o elevado patriotismo, espírito de corpo e sentido do dever que o primeiro-cabo Portela exorta diariamente, sendo um elemento positivamente influenciador no que concerne aos seus pares. Pela sua excecional conduta é um distinto exemplo da competência e brio do soldado português", lê-se na nota.

Na mesma nota, é referido que Tiago Silva Portela "evidenciou elevados conhecimentos técnicos que contribuíram para o sucesso da sua Força, participando ativamente e sendo um elemento de destaque nos variados exercícios" e "se destacou no exercício multinacional 'Trident Juncture 2015'".

Relativamente ao sargento-chefe da Marinha António Barreiros, são destacadas as suas participações numa missão em 18 de agosto de 2008, "na qual recuperou catorze trabalhadores do farol do molhe norte da foz do rio Douro, abdicando, durante o salvamento, e de forma estoica, do seu lugar no arnês" e noutra missão em 15 de novembro de 2007, pela "excelência na execução do salvamento de quatro náufragos" de um catamaran.

É ainda salientada a participação deste sargento-chefe "no salvamento número três mil" da respetiva esquadra e "no apoio à realização, com pleno sucesso e fim feliz, do primeiro parto a bordo de uma aeronave EH101 Merlin, realizado no Destacamento Aéreo dos Açores".

Quanto ao capitão-tenente Mário Cortes Sanches, a Presidência da República refere que "o oficial foi louvado pela comissão de serviço que desempenhou no estado-maior do Comando Naval, durante 29 meses, denotando assinalável sólida formação militar e de carácter" e elogia-lhe "a perseverança, a determinação, o espírito de iniciativa e a permanente disponibilidade para o serviço, bem como a elevada capacidade de trabalho".

A Medalha de Serviços Distintos destina-se a galardoar "serviços de caráter militar, relevantes e extraordinários, ou atos notáveis de qualquer natureza ligados à vida da instituição militar, de que resulte, em qualquer dos casos, honra e lustre para a pátria ou para a própria instituição".

A Medalha de Mérito Militar distingue "os militares que revelem excecionais qualidades e virtudes militares, pela afirmação constante de elevados dotes de carácter, lealdade, abnegação, espírito de sacrifício e de obediência e competência profissional".

Pelas 11:00, começa o cortejo das Forças em Parada, com a apresentação dos meios da Componente Naval fundeados e os desfiles Motorizado, do Bloco de Estandartes Nacionais, dos Antigos Combatentes, das Forças Apeadas, das Forças da Componente Operacional, da Força a Cavalo e da Componente Aérea.

Devido às cerimónias, toda aquela zona da Foz, junto à praia, vai ser alvo de condicionamentos de trânsito.

Marcelo Rebelo de Sousa parte depois para o Brasil, onde, à noite, em São Paulo, se encontra com a comunidade portuguesa.

+ notícias: Norte

Insólito: Muro tapa acesso de casa a morador de Ponte da Barca

Na freguesia de Lindoso, em Ponte da Barca, um morador viu o único acesso que tem para entrar em casa de carro ser vedado com a construção de um muro pela Junta de Freguesia.

Várias aldeias de Arcos de Valdevez em risco de ficar sem água nas torneiras

Em Arcos de Valdevez, na freguesia de Soajo, há lugares e aldeias que estão a ficar sem água nas torneiras. A Câmara Municipal está a abastecer os reservatórios recorrendo a camiões cisterna para tentar resolver a situação.

Uma casa ardeu em Braga e um hotel foi evacuado

Uma casa ardeu em Braga e um hotel situado "no acesso à Falperra" foi evacuado, confirmou à Lusa fonte da Proteção Civil de Braga, que salientou que "não há feridos a registar" e que os meios "estão bem colocados".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"