Jornal Diário Jornal das 13

Ex-trabalhadores dos estaleiros de Viana em Lisboa para exigir regime de exceção

| Norte
Porto Canal com Lusa

Viana do Castelo, 28 abr (Lusa) - Os ex-trabalhadores dos estaleiros de Viana do Castelo deslocam-se hoje a Lisboa para exigir ao Governo um regime de exceção para os antigos funcionários que, até maio, perdem o subsídio de desemprego.

Em causa estão "cerca de uma centena de ex-trabalhadores que, até maio, ficam sem subsídio de desemprego e qualquer apoio social por não terem atingido os 57 anos exigidos pela lei para requererem a reforma antecipada por desemprego prolongado".

A ação vai realizar-se, às 14:30, junto ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

A comissão representativa dos ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) anunciou que vai entregar um documento dirigido a Vieira da Silva, "onde pretende sensibilizar para o problema" que afeta aqueles antigos funcionários da empresa pública de construção naval.

ABYC // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Hospital de São João quer aproveitar projeto antigo para novo Centro Pediátrico

O Centro Hospitalar de São João, no Porto, está a "auscultar os serviços jurídicos" sobre a possibilidade de poder aproveitar o projeto existente para a construção do novo Centro Pediátrico, anunciou hoje o presidente da administração daquele hospital.

Ministério Público está a investigar o caso dos dois doentes em isolamento numa instituição em Bragança

O Ministério Público está a investigar o caso dos dois doentes que estão em isolamento há vários anos numa instituição em Bragança. O caso foi denunciado pelo Porto canal há dois meses. Depois disso, quase nada foi feito apesar da própria instituição pedir mais formação para lidar com os doentes, as entidades responsáveis continuam a dizer que os utentes vivem em condições adequadas.

100 semáforos geridos pela Metro do Porto em Matosinhos não têm sinal sonoro

Há 100 semáforos geridos pela Metro do Porto no concelho de Matosinhos que não têm avisos sonoros. A funcionalidade vai começar a ser instalada, uma vez que os sinais sonoros são indispensáveis para os invisuais.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.