Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Central de compras da Comunidade Intermunicipal de Coimbra poupou 4,4 ME

| País
Porto Canal com Lusa

Coimbra 02 fev (Lusa) -- A central de compras da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) já permitiu a poupança de 4,4 milhões de euros aos 19 municípios e entidades que a integram, foi hoje anunciado.

"Com cinco anos de atividade, a Central de Compras" da CIM-RC permitiu que os municípios e entidades que a integram tivessem poupado 4,4 milhões de euros "através das reduções de preços de bens e serviços adquiridos", afirma a Comunidade numa nota enviada hoje à agência Lusa.

A central de compras regista, por outro lado, "um crescimento sustentado, de que resultam adjudicações acumuladas que ultrapassam os 46 milhões de euros", sublinha a mesma nota.

Nos últimos anos, os 19 municípios (CC-CIMRC), a Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados (ARCIL) da Lousã e os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), que integram a central de compras, "beneficiaram de dez acordos-quadro e de várias negociações de cotações, que resultam em procedimentos 70% mais rápidos", assegura da CIM da Região de Coimbra.

A CIM-RC salienta que "os acordos-quadro de combustíveis, refeições escolares e energia" representam cerca de 90% do total das adjudicações e das poupanças alcançadas no âmbito da Comunidade, através da Central de Compras.

"Neste momento, estão em preparação novos acordos-quadro e negociações de cotações, adaptadas às necessidades", procurando a Central de Compras da CIM-RC "desenvolver iniciativas que promovam a desmaterialização e a aproximação com a totalidade dos municípios e entidades que a integram".

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra é composta pelos 17 municípios do distrito de Coimbra (Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares) e pelos concelhos da Mealhada e de Mortágua, nos distritos de Aveiro e de Viseu, respetivamente.

Com sede em Coimbra, esta comunidade intermunicipal corresponde à Unidade Territorial Estatística de Nível III (NUT III) da região de Coimbra.

JEF // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: País

Associação perplexa com organismo que recomenda suspensão da pesca da sardinha por 15 anos

O presidente da Associação de Produtores da Pesca do Cerco disse hoje estar "perplexo" com a recomendação do organismo científico sobre a suspensão da pesca da sardinha por 15 anos, considerando que é um "cenário apocalíptico" e injustificado.

Cresce a polémica em volta da chama 'lei da rolha' nas comunicações nos incêndios

Está instalada a polémica em torno da chamada 'lei da rolha'. A concentração das comunicações sobre os incêndios em Lisboa está a gerar criticas e desconforto. A Associação de Bombeiros Voluntários e a Liga Portuguesa de Bombeiros acusam a Autoridade Nacional de Proteção Civil de desrespeitar a classe. Mas a Proteção Civil rejeita que esteja a ser aplicada a chamada 'lei da rolha' e acrescenta que a metodologia diz apenas respeito aos comandantes do organismo.

Associações Quercus e Acréscimo: prevenção dos incêndios custaria 165 milhões ano, prejuízos custam mil milhões

A prevenção de incêndios florestais custaria por ano 165 milhões de euros, quando os prejuízos resultantes dos fogos causam um prejuízo de mil milhões, seis vezes mais, segundo as contas das associações Quercus e Acréscimo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS