Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Central de compras da Comunidade Intermunicipal de Coimbra poupou 4,4 ME

| País
Porto Canal com Lusa

Coimbra 02 fev (Lusa) -- A central de compras da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) já permitiu a poupança de 4,4 milhões de euros aos 19 municípios e entidades que a integram, foi hoje anunciado.

"Com cinco anos de atividade, a Central de Compras" da CIM-RC permitiu que os municípios e entidades que a integram tivessem poupado 4,4 milhões de euros "através das reduções de preços de bens e serviços adquiridos", afirma a Comunidade numa nota enviada hoje à agência Lusa.

A central de compras regista, por outro lado, "um crescimento sustentado, de que resultam adjudicações acumuladas que ultrapassam os 46 milhões de euros", sublinha a mesma nota.

Nos últimos anos, os 19 municípios (CC-CIMRC), a Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados (ARCIL) da Lousã e os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), que integram a central de compras, "beneficiaram de dez acordos-quadro e de várias negociações de cotações, que resultam em procedimentos 70% mais rápidos", assegura da CIM da Região de Coimbra.

A CIM-RC salienta que "os acordos-quadro de combustíveis, refeições escolares e energia" representam cerca de 90% do total das adjudicações e das poupanças alcançadas no âmbito da Comunidade, através da Central de Compras.

"Neste momento, estão em preparação novos acordos-quadro e negociações de cotações, adaptadas às necessidades", procurando a Central de Compras da CIM-RC "desenvolver iniciativas que promovam a desmaterialização e a aproximação com a totalidade dos municípios e entidades que a integram".

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra é composta pelos 17 municípios do distrito de Coimbra (Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila Nova de Poiares) e pelos concelhos da Mealhada e de Mortágua, nos distritos de Aveiro e de Viseu, respetivamente.

Com sede em Coimbra, esta comunidade intermunicipal corresponde à Unidade Territorial Estatística de Nível III (NUT III) da região de Coimbra.

JEF // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: País

Nove em cada 10 vítimas de violência doméstica não recorre a apoios

Nove em cada dez vítimas de violência doméstica não pedem ajuda ao sistema público de apoio, por desconhecimento, isolamento ou dificuldades no acesso aos serviços, disse à Lusa Elisabete Brasil, da União de Mulheres Alternativas e Resposta (UMAR).

Poluição aumenta devido à seca extrema

As emissões poluentes e os custos da produção de eletricidade dispararam por causa da seca. A associação ambientalista zero está preocupada com as emissões de Dióxido de Carbono e considera que o país deve apostar em energias renováveis.

Seca extrema pode fazer aumentar preços na agricultura

A seca extrema que se verifica no país tem afetado a agricultura e vai provocar um aumento no preço dos produtos. O alerta é do presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, que disse ainda haver neste momento uma grande apreensão nos empresários do setor.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS