Varandas do centro histórico de Vila Real são palco para concerto no dia 27

| Norte
Porto Canal com Lusa

Vila Real, 19 jul (Lusa) -- As varandas do centro histórico de Vila Real vão servir de palco, no dia 27, para um concerto integrado no projeto "Mátria - uma ópera para o Douro", anunciou hoje a organização.

A iniciativa "Banda à varanda" vai distribuir os músicos por diferentes varandas dos edifícios do Largo da Capela Nova, na cidade de Vila Real, e lançar o desafio de "pôr toda a gente a olhar para cima".

Os promotores da iniciativa explicaram hoje, em comunicado, que a performance se inspira no universo mais tradicional das bandas filarmónicas mas projeta-se para novas sonoridades.

A música foi escrita por dois jovens compositores, nomeadamente Ângela da Ponte, com doutoramento em Composição pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, e Fábio Videira, que está a concluir o mestrado, também em Composição, no Real Conservatório de Antuérpia, na Bélgica.

Os dois músicos dizem que este concerto é "um desafio sonoro em construção e que vai exigir do público recetividade e espírito criativo para entrar no ambiente sonoro".

"Banda à Varanda" conta com a participação de músicos das bandas de Mateus, Portela, São Mamede de Ribatua e da Orquestra de Sopros do Conservatório Regional de Música de Vila Real.

Os moradores e comerciantes do Largo da Capela Nova cederam as suas varandas para a realização do evento.

Este concerto faz parte da programação de Vila Real Capital da Cultura do Eixo Atlântico 2016 e está integrado no projeto Mátria, que tem como objetivo principal a criação de uma ópera baseada na obra de Miguel Torga.

O projeto é coordenado por Eduarda Freitas, também autora do libreto, e tem como entidade promotora a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Para o vice-reitor Artur Cristóvão, "o Mátria é um projeto de território, que se constrói com o envolvimento ativo dos atores culturais da comunidade".

"Com a iniciativa 'Banda à Varanda' mostra-se e promove-se um importante recurso cultural desta região, as suas bandas de música. Assim se faz cultura e se anima o território", salientou o responsável.

PLI // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Ligações indevidas à rede de águas pluviais poluem ribeiro em Viana do Castelo

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) informou esta quarta-feira que os “problemas de poluição” no ribeiro de Radivau, em Viana do Castelo, “resultam de ligações indevidas à rede de águas pluviais, no troço em que a mesma se encontra entubada”.

Foi como "pôr um filho cá fora". Metro do Porto nasceu há 20 anos 

A primeira linha do Metro do Porto foi inaugurada há 20 anos, no dia 7 de dezembro de 2002. O primeiro troço de doze quilómetros ligava as estações da Trindade ao Senhor de Matosinhos. Ermelinda Costa já trabalhava na Metro há oito anos quando as carruagens começaram a circular na cidade do Porto.

Explosão de gás em Viana do Castelo leva à retirada de dezoito pessoas

Dezoito pessoas foram esta quarta-feira retiradas de 15 apartamentos de um prédio em Viana do Castelo, após a explosão com gás de botija que causou ferimentos graves num homem, disse o comandante dos bombeiros sapadores locais.