EDP investe quase 1,6 ME na requalificação do património cultural do vale do Tua

| Norte
Porto Canal / Agências

Bragança, 21 mai (Lusa) - Vários monumentos da área de abrangência da barragem de Foz Tua, em Trás-os-Montes, vão ser requalificados e valorizados no âmbito de um projeto financiado pela EDP em quase 1,6 milhões de euros, foi hoje divulgado.

A iniciativa resulta das contrapartidas da elétrica nacional à região do Vale do Tua e será oficializada sexta-feira numa cerimónia em Mirandela, para oficializar o protocolo que rege a intervenção e que envolve a EDP, a Direção Regional da Cultura do Norte (DRCN), e a Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua -- Associação ADRVT.

De acordo com informação divulgada pelos promotores, "a EDP vai financiar com uma verba de 1,58 milhões de euros o projeto de valorização do património cultural localizado nos municípios abrangidos pela Aproveitamento Hidroelétrico de Foz Tua", nomeadamente os de Alijó, Carrazeda de Ansiães, Mirandela, Murça e Vila Flor.

A DRCN é a entidade responsável pela coordenação e implementação do projeto que beneficiará um conjunto de monumentos previamente identificados entre esta entidade e os municípios envolvidos.

Os responsáveis adiantaram que "está prevista a requalificação do Santuário do Senhor de Perafita, a ponte e via medieval de São Mamede de Ribatua, ambos localizados em Alijó, a Capela da Misericórdia de Murça, o Cabeço da Mina no concelho de Vila flor, o Castelo de Ansiães e a Igreja da Lavandeira, no concelho de Carrazeda de Ansiães e outros a acordar no município de Mirandela".

A Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua, enquanto entidade promotora do desenvolvimento regional do Vale do Tua, colaborará com a DRCN nas diferentes fases do projeto, por forma a potenciar a oferta patrimonial da região.

O início dos trabalhos está previsto ainda para este ano e a conclusão para 2015.

A barragem de Foz Tua está a ser construída na junção dos concelhos de Carrazeda de Ansiães, no Distrito de Bragança, e de Alijó, no Distrito de Vila Real, com conclusão prevista para 2016.

O empreendimento foi aprovado mediante várias condicionantes e contrapartidas à região, uma das quais a constituição da agência de desenvolvimento que acompanha os diferentes processos e gere o fundo anual de três por cento da produção de energia para promover projetos de desenvolvimento regional.

HFI // MSP

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Detido suspeito de roubo com sequestro em Aveiro

A PSP de Aveiro deteve esta segunda-feira um homem, de 31 anos, suspeito de ser o autor de um roubo, com sequestro, ocorrido na sexta-feira, informou aquela força policial.

Pulseira eletrónica para acusado de violência sobre companheira em Moncorvo

O Tribunal de Torre de Moncorvo, nos distrito de Bragança, decretou como medida de coação o uso de pulseira eletrónica a homem de 30 anos, acusado de violência domeética, indicou a GNR, esta segunda-feira.

Guimarães quer criar polo tecnológico no setor espacial 

A cidade de Guimarães vai implementar um plano estratégico para a criação de um ‘Space Hub’, um polo tecnológico que visa a promoção do setor espacial, nomeadamente das tecnologias relacionadas com o ‘Novo Espaço’ (New Space).