Autoridade Tributária alerta para mensagens fraudulentas

Autoridade Tributária alerta para mensagens fraudulentas
| País
Porto Canal / Agências

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou para mensagens de correio eletrónico de cariz fraudulento e que se assumem como sendo provenientes deste organismo.

“A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem conhecimento de que alguns contribuintes estão a receber mensagens de correio eletrónico supostamente provenientes da AT nas quais é pedido que se carregue em ‘links’ que são fornecidos”, refere a AT numa nota divulgada no seu portal.

O organismo tutelado pelo Ministério das Finanças apresentou o exemplo de três ‘emails’ em que são enviadas mensagens semelhantes a intimações para pagamento ou sobre divergências nas declarações referentes ao IRS.

“Estas mensagens são falsas e devem ser ignoradas. O seu objetivo é convencer o destinatário a aceder a páginas maliciosas carregando nos ‘links’ sugeridos” refere a AT, que sublinha que os contribuintes “em caso algum” deverão efetuar essas operações.

A AT insta ainda os contribuintes a consultarem folheto informativo sobre segurança da informação disponível no Portal das Finanças.

+ notícias: País

Boa sorte a caminho de uma casa portuguesa. Segundo prémio do Eurodreams sai em Portugal

Um apostador em Portugal ganhou o segundo prémio do EuroDreams, que consiste em 2.000 euros por mês durante cinco anos. Além deste vencedor em Portugal, outros dois apostadores no estrangeiro também acertaram seis números e conquistaram o mesmo prémio.

FC Porto vai ter jogo difícil frente a Belenenses moralizado afirma Paulo Fonseca

O treinador do FC Porto, Paulo Fonseca, disse hoje que espera um jogo difícil em casa do Belenenses, para a 9.ª jornada da Liga de futebol, dado que clube "vem de uma série de resultados positivos".

Proteção Civil desconhece outras vítimas fora da lista das 64 de acordo com os critérios definidos para registar os mortos dos incêndios na região centro

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) disse hoje desconhecer a existência de qualquer vítima, além das 64 confirmadas pelas autoridades, que encaixe nos critérios definidos para registar os mortos dos incêndios na região centro.