Câmara de São João da Madeira condena "ato ilícito e irresponsável" que causou 16 feridos

Câmara de São João da Madeira condena "ato ilícito e irresponsável" que causou 16 feridos
Foto: CM São João da Madeira
| Norte
Porto Canal/Agências

A Câmara de S. João da Madeira condenou este domingo “veementemente o ato ilícito e irresponsável” de uso não autorizado de pirotecnia numa festa, no sábado à noite, no recinto da Cidade Jardim que causou 16 feridos.

Em comunicado, aquela autarquia do distrito de Aveiro informa que “foram de imediato desenvolvidas diligências pelas autoridades para apuramento das responsabilidades”.

No sábado à noite, a explosão de um engenho pirotécnico causou 16 feridos, três dos quais ligeiros, durante a festa “Cidade no Jardim”, organizada pela Câmara Municipal de S. João da Madeira e que está a decorrer desde quinta-feira e até segunda-feira.

“A todos, a autarquia deseja rápida recuperação, condenando veementemente o ato ilícito e irresponsável de que foram vítimas, informando que foram de imediato desenvolvidas diligências pelas autoridades para apuramento das responsabilidades”, lê-se.

Na nota, a câmara de S. João da Madeira realça “a rápida intervenção dos meios de socorro e de segurança, informando que A Cidade no Jardim conta com a presença de cinco bombeiros da corporação da cidade em prontidão, assim como de uma ambulância e de um carro de incêndios, além do acompanhamento no local da Proteção Civil Municipal”.

Aqueles meios, assegura a autarquia, cumprem “o plano de emergência e segurança do evento, previamente articulado com todas as autoridades de proteção civil”.

A autarquia adianta ainda que as festas continuam no dia de hoje dentro dos horários previstos.

+ notícias: Norte

Avança demolição de habitações em risco na costa de Esposende com final à vista para dezembro

O projeto de execução para demolição das construções em risco em Cedovém, em Esposende, cuja conclusão esteve prevista para final de 2023, vai avançar, após aval do novo Governo, prevendo-se a sua conclusão até dezembro, foi esta quarta-feira revelado.

Sucateiro que foi sequestrado e roubado em Aveiro iliba arguidos durante o julgamento

Um sucateiro que foi sequestrado e roubado ilibou esta quarta-feira dois arguidos que estão acusados de estarem envolvidos nos factos ocorridos há cerca de um ano em Aveiro, e que se remeteram ao silêncio no início do julgamento.

Helicóptero combate incêndio junto a zona industrial em São Pedro da Cova

Um incêndio deflagrou ao final da tarde desta quarta-feira numa zona de mato junto a armazéns da zona industrial de Tardariz, em São Pedro da Cova, confirmou ao Porto Canal fonte do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil da Área Metropolitana do Porto.