FC Porto: Daymaro Salina renova até 2026

FC Porto: Daymaro Salina renova até 2026
| Desporto
Porto Canal

A hegemonia do andebol do FC Porto na última década tem como um dos nomes mais fortes Daymaro Salina. Esteio dos Dragões na defesa e um dos maiores perigos no ataque, fez da Invicta a sua casa e é no conforto do lar que vai prosseguir por mais dois anos, até 2026.

O capitão chegou a Portugal em 2011, com apenas 24 anos, e os dois metros de altura já faziam prever uma autêntica muralha defensiva e um perigo constante para os adversários. Tudo se confirmou com o trabalho desenvolvido por vários treinadores, desde Ljubomir Obradovic até Carlos Resende.

13 anos, 13 títulos. O camisola 15 fez parte das equipas de elite do clube que venceram oito campeonatos – participou ativamente nos últimos quatro do “hepta” e foi crucial, já com a braçadeira, para a conquista do “tetra” –, duas Taças de Portugal e três Supertaças. Em 546 jogos, assinou uns tremendos 1320 golos.

Na presente temporada, o pivô esteve afastado por lesão durante 14 jogos e o seu regresso coincidiu com a subida de forma da equipa, que na fase final conta por vitórias os cinco jogos realizados. O novo vínculo poderá iniciar-se com a conquista do pentacampeonato, já que uma vitória em Lisboa, diante do Sporting, no próximo sábado pode dar o quinto troféu consecutivo ao FC Porto.

A viver “um dia especial”, o atleta de 36 anos afirmou querer continuar a “ganhar tudo” o que houver para ganhar porque é esse “o ADN do clube”. Aos adeptos deixou a certeza de que “desde o primeiro dia” deu “tudo o que tinha” e a garantia de que irá “continuar a fazê-lo até ao último em que estiver cá”.

André Villas-Boas elogiou “uma pessoa que tem valorizado o nome do FC Porto com toda a sua performance e rendimento, mas também em sucesso e em títulos”, classificou a renovação de “merecida” e viu-a como um “fator adicional de motivação” antes do clássico decisivo. Para o Presidente, Daymaro é um alicerce nuclear para “a construção de equipas vencedoras” e para levar o FC Porto “ao sucesso”.

Daymaro Salina
Um dia especial de uma história exemplar
“É um dia especial. Já estou cá há 13 anos, o que para mim é pouco, ainda me lembro do dia em que cheguei. Fico e permanecerei sempre muito feliz por continuar neste clube e a representar estas cores.”

A ambição de repetir no futuro os pergaminhos do passado
“Olho para estes dois anos como olhei para todos os que aqui vivi. São mais dois anos para ganhar tudo o que tivermos para ganhar porque é este o ADN do clube. Queremos continuar.”

As responsabilidades de envergar a braçadeira
“Significa muito para mim liderar a equipa dentro do campo. Não é fácil às vezes lidar com a equipa toda. Quando temos dias difíceis, e eu às vezes também tenho os meus, tenho de tentar estar sempre bem para puxar a equipa e mantê-la sempre unida.”

A garantia deixada aos adeptos
“Para todos os adeptos, desde o primeiro dia em que pisei este pavilhão dei tudo o que tinha e vou continuar a fazê-lo até ao último em que estiver cá.”

André Villas-Boas
Um expoente máximo de portismo
“Qualquer capitão representa no seu máximo todos os valores do FC Porto, transmite-os para o plantel e para a equipa. Com o Daymaro, estamos perante uma pessoa que tem valorizado o nome do FC Porto com toda a sua performance e rendimento, mas também em sucesso e em títulos. Uma renovação de todo merecida antes da finalíssima com o Sporting que se espera que seja um fator adicional de motivação para ele.”

Um elemento fundamental para o clube continuar a vencer
“Continuamos na construção de equipas vencedoras, que é o mais importante. Temos sempre essa responsabilidade e, na figura do Daymaro, teremos esse grande representante. Estou seguro de que continuará a animar as equipas tendo em conta o objetivo e nos levará ao sucesso.”

+ notícias: Desporto

Euro2024. Prenda austríaca dita triunfo 'suado' da França na estreia 

A França começou esta segunda-feira com um triunfo a sua participação no Campeonato da Europa de futebol de 2024, ao vencer a Áustria por 1-0, graças a um autogolo, em encontro do Grupo D, disputado em Dusseldorf, na Alemanha.

Tenista portuense triste pela derrota, mas orgulhoso pelo trajeto até à final no challenger de Bratislava

O tenista português Henrique Rocha confessou hoje ter ficado “triste” pela derrota na final do challenger de Bratislava, mas assegura estar “feliz” pelo torneio que fez na terra batida eslovaca, antes de iniciar a preparação para Wimbledon.

Pinto da Costa diz que "o campeonato se decidiu em três sítios"

Jorge Nuno Pinto da Costa diz que há três jogos que definem o campeonato deste ano. O presidente do FC Porto falou esta segunda-feira ao Jornal 'O Jogo'.