Indemnização do FC Porto no processo dos emails do Benfica anulada pelo Supremo

Indemnização do FC Porto no processo dos emails do Benfica anulada pelo Supremo
| Desporto
Porto Canal / Agências

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) anulou a indemnização de um milhão de euros que o FC Porto tinha de pagar ao Benfica no processo cível da divulgação de emails do Benfica, decretando uma nova quantificação do valor.

Segundo o comunicado esta sexta-feira divulgado, o STJ considerou que o FC Porto tem de indemnizar o Benfica e a SAD ‘encarnada’ “pelos danos que lhes causaram, em consequência da apropriação e divulgação de um vasto conjunto de emails provenientes do correio eletrónico benfiquista, contendo informação reservada e sigilosa relativa à sua atividade”, mas com um novo montante a ser decidido posteriormente.

“Quanto à indemnização, no valor de 1.000.000 de euros, a pagar ao clube e à SAD do Benfica em razão dos danos de reputação, o Supremo Tribunal alterou a decisão da Relação, relegando a concretização do quantitativo monetário para liquidação ulterior, dada a insuficiência dos elementos disponíveis”, lê-se na nota sobre o acórdão, que mantém a decisão de condenação do FC Porto, da SAD portista, do Porto Canal e do diretor de comunicação Francisco J. Marques.

O acórdão do STJ reiterou também a absolvição do ex-presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, e dos ex-administradores Adelino Caldeira e Fernando Gomes, rejeitando o recurso ‘encarnado’ que pretendia as suas condenações.

O STJ vincou ainda a ilicitude da atuação dos ‘dragões’ no acórdão proferido esta quinta-feira, assinado pelas juízas conselheiras Isabel Salgado, Maria da Graça Trigo e Catarina Serra.

“Os réus foram condenados a indemnizarem os autores pela atuação ilícita que levaram a cabo, com desrespeito pelo direito ao sigilo de correspondência, expondo segredos do negócio dos autores, com o propósito de obterem vantagem na atividade concorrente, causando-lhes danos de diversas categorias”, refere o comunicado.

O caso cível da divulgação dos emails do Benfica no programa televisivo Universo Porto da Bancada, do Porto Canal, entre abril de 2017 e fevereiro de 2018, conheceu a primeira decisão em junho de 2019, quando o FC Porto e o seu diretor de comunicação foram condenados a pagar cerca de dois milhões de euros à SAD do Benfica, que reclamava 17,7 milhões de euros de indemnização por danos na sua imagem, credibilidade e interesses comerciais.

Já o FC Porto defendeu ter-se limitado a divulgar informação de interesse público, alegando que o correio eletrónico divulgado revelou práticas deturpadoras da verdade desportiva.

A decisão seria revista pela Relação do Porto em 2022, que reduziu a indemnização a pagar ao Benfica e que agora terá de ser recalculada, segundo a posição do STJ.

+ notícias: Desporto

FC Porto (Hóquei em Patins): A final passa pelo Dragão Arena. Crónica de jogo

O FC Porto bateu nesta quarta-feira o Sporting após o desempate por penáltis (7-5), no Dragão Arena, e está na final Play-off do Campeonato Nacional de hóquei em patins depois de vencer esta eliminatória das meias-finais (3-2).

Ricardo Ares: "Todos juntos, vamos lutar para sermos campeões"

Foi clássico intenso, emocionante e que só ficou decidido no desempate por penáltis, mas valeu o triunfo do FC Porto frente ao Sporting (7-5) e a respetiva passagem à final do Play-off do Campeonato Nacional de hóquei em patins, no qual os azuis e brancos voltarão a ter o fator casa a favor, independentemente do adversário (Benfica ou Oliveirense).

FC Porto (Hóquei em Patins): ‘Dragões’ garantem presença na final

O FC Porto carimbou o passaporte para a final, depois de vencer o Sporting nas grandes penalidades, no derradeiro duelo dos play-offs das meias-finais do campeonato nacional.