Jovem de 17 anos fica em prisão preventiva por cometer vários crimes em Chaves

Jovem de 17 anos fica em prisão preventiva por cometer vários crimes em Chaves
| Norte
Porto Canal/Agências

Uma jovem de 17 anos ficou sujeita à medida de coação de prisão preventiva, sendo colocada em centro educativo em regime fechado, depois de detida pela PSP de Chaves por roubo, perseguição e ofensas à integridade física qualificada.

A Procuradoria-Geral Distrital do Porto informou esta segunda-feira, através da sua página ‘online’, que a jovem foi detida pela PSP de Chaves na sequência de mandados de detenção emitidos pelo Ministério Público.

A Polícia anunciou a detenção no dia 5 de abril pela suspeita de vários crimes e explicou que a investigação concluiu que a suspeita usava como meio de comunicação, organização e planeamento das ações a realização diversas redes sociais, afetando fundamentalmente a população escolar.

De acordo com informação dada esta segunda-feira pela Procuradoria, depois de presente a interrogatório judicial, o Tribunal de Chaves considerou “fortemente indiciada” a prática, pela arguida, de quatro crimes de ofensa à integridade física qualificada, dois crimes de ofensa à integridade física simples, um crime de perseguição, um crime de ameaça, dois crimes de dano, três crimes de roubo, um crime de abuso de cartão, dispositivo ou dados de pagamento e um crime de furto qualificado na forma tentada.

O tribunal considerou ainda que a arguida terá atuado com a colaboração de outros jovens.

Considerando verificados os perigos de continuação da atividade criminosa, de perturbação do inquérito, designadamente quanto à aquisição e conservação da prova, e de perturbação da ordem e tranquilidade públicas, o tribunal decidiu aplicar à jovem a medida de coação de prisão preventiva.

A Procuradoria referiu ainda que, anteriormente e no âmbito de um processo tutelar educativo, foi aplicada à jovem a medida tutelar educativa de internamento em centro educativo, em regime aberto, pelo período de 12 meses, a qual não estava em execução.

Em consequência, o tribunal decidiu colocar a arguida num centro educativo em regime fechado, pelo tempo correspondente à prisão preventiva.

+ notícias: Norte

Novo episódio de agressões em Gaia assombra moradores

São vários os episódios de violência que foram marcando a agenda das últimas semanas e que não deixam margem para dúvidas: a criminalidade, o sentimento de medo e a insegurança dominam os centros do Porto e Vila Nova de Gaia. Nesta última, a terceira maior cidade portuguesa em termos de população, um novo episódio de agressões volta a assombrar os moradores que reclamam da falta de ação policial, duas semanas depois de a autarquia ter anunciado um reforço para aquela zona.

Condutor aventura-se a subir escadas com carro na Póvoa de Varzim e momento viraliza 

Desconhecimento geográfico ou decisão premeditada? Um condutor decidiu descer um lanço de escadas.... com o carro, na tentativa de aceder a uma zona sem acesso automóvel. O momento pouco convencional já se tornou viral nas redes sociais.

Carro capota em frente ao Hospital Fernando Pessoa e condiciona trânsito em Gondomar

Um carro capotou na sequência de uma colisão rodoviária com outro ligeiro de passageiros, esta noite, em São Cosme, Gondomar, tendo condicionado o trânsito em frente ao Hospital Fernando Pessoa.