Suspeitos de recrutar mulheres para protistuição sob o disfarce de massagens

Suspeitos de recrutar mulheres para protistuição sob o disfarce de massagens
| Norte
Porto Canal/Agências

Uma empresa e os seus três gerentes começam a ser julgados na terça-feira, no Tribunal de Coimbra, por suspeitas de recrutarem mulheres para a prostituição sob o disfarce de supostas massagens.

Os três arguidos – uma empresária de 31 anos, uma esteticista de 38 anos e um chefe de manutenção mecânica divorciado – eram gerentes de uma empresa, com sede em Tentúgal, que tinha como objeto social atividades relacionadas com o bem-estar, como banhos turcos, saunas e massagens, entre outras, refere a acusação a que a agência Lusa teve acesso.

A partir do início de 2018, os três arguidos terão colocado anúncios no ‘site’ OLX e no jornal Diário de Coimbra com o objetivo de recrutarem mulheres “para o exercício da atividade de prostituição, sob o disfarce de massagistas”, acusa o Ministério Público.

Segundo a acusação, os arguidos terão contratado seis mulheres que trabalhavam em quatro espaços diferentes detidos pela empresa, dois em Coimbra, um na Figueira da Foz e outro em Leiria.

Dentro dos espaços, as mulheres cobravam valores previamente fixados pelos arguidos, que iam de 60 euros por “massagens em que as funcionárias envergavam apenas uma bata”, a 120 euros ou 150 euros por massagens de “descompressão manual, que incluíam atos masturbatórios e/ou outras práticas sexuais, incluindo cópula”.

De acordo com o Ministério Público (MP), as mulheres contratadas recebiam inicialmente formação por parte da esteticista que fazia parte da gerência da empresa e eram incentivadas a “praticar atos sexuais com os clientes”.

As funcionárias ficavam com 50% do valor das supostas massagens, podendo auferir “uma média mensal de cerca de 2.000 euros”, afirmou o MP.

A acusação refere ainda que os estabelecimentos explorados pelos arguidos acabaram por interromper a sua atividade em março de 2020, devido à pandemia de covid-19.

No entanto, um dos estabelecimentos foi reaberto, já depois de o inquérito criminal ter sido aberto.

Os quatro arguidos (três gerentes e empresa) são acusados de seis crimes de lenocínio.

O início do julgamento está marcado para as 09h15, de terça-feira.

+ notícias: Norte

Cobra assusta moradores de casa em Esposende e acaba resgatada

Uma cobra de escada foi resgatada, na noite desta segunda-feira, do interior de uma habitação na freguesia de S.Bartolomeu do Mar, em Esposende. O alerta às autoridades foi dado pelos moradores. 

Homem de 41 anos detido por provocar incêndio em Carrazeda de Ansiães

A Guarda Nacional Republicana (GNR) constituiu arguido um homem de 41 anos em Marzagão, Carrazeda de Ansiães, por ter ateado um incêndio de forma negligente enquanto manuseava uma motorroçadora, informou esta terça-feira a autoridade.

Há 400 presépios para ver em Barcelos

Em Barcelos desde o início deste mês que estão em exposição em vários espaços mais de 400 presépios de artesãos do concelho. Uma óptima oportunidade para conhecer mais e melhor do artesanato barcelense.