BE e PCP ausentes da tomada de posse, PS sem Pedro Nuno Santos

BE e PCP ausentes da tomada de posse, PS sem Pedro Nuno Santos
| Política
Porto Canal / Agências

O BE e o PCP não vão marcar presença na cerimónia de tomada de posse do primeiro-ministro e ministros do XXIV Governo Constitucional, enquanto pelo PS estará Alexandra Leitão e não o líder socialista Pedro Nuno Santos.

Fonte bloquista adiantou à agência Lusa que, “tal como aconteceu no passado, o Bloco de Esquerda não estará representado na tomada de posse de um Governo de direita”.

Já fonte comunista explicou ser “prática do PCP há décadas não participar na tomada de posse de governos”.

Por sua vez, o PS vai estar presente, mas sem o secretário-geral Pedro Nuno Santos, fazendo-se representar pela dirigente Alexandra Leitão, adiantou fonte do PS à Lusa.

Em 2019, na tomada de posse do segundo Governo de António Costa e após o fim da geringonça, o PCP enviou uma nota a explicar que voltaria a não estar presente como vinha sendo regra, referindo que em 2015 foi uma exceção para marcar uma posição contra Cavaco Silva.

O primeiro-ministro, Luís Montenegro, e os 17 ministros do XXIV Governo Constitucional tomam esta terça-feira posse às 18:00, no Palácio Nacional da Ajuda, menos de um mês depois da vitória da AD nas legislativas de 10 de março.

Este será o terceiro executivo que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, empossará - mas o primeiro liderado pelo PSD, partido a que já presidiu - e nenhum dos dois anteriores cumpriu o mandato até ao fim.

Na Sala dos Embaixadores, o chefe de Estado dará posse ao primeiro-ministro e depois aos 17 ministros, que serão chamados um a um, por ordem hierárquica, para prestar juramento e assinar o auto de posse.

Os secretários de Estado do XXIV Governo Constitucional, que ainda não são conhecidos, só tomarão posse na sexta-feira.

+ notícias: Política

"Aqui não há enganos, nem votos enganados". Joana Amaral Dias é a candidata do ADN às eleições europeias

A antiga deputada Joana Amaral Dias vai ser a cabeça de lista do partido Alternativa Democrática Nacional (ADN) às eleições europeias de 09 de junho, com o objetivo de conseguir pelo menos um mandato no Parlamento Europeu.

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.

Governo e PS reúnem-se em breve sobre medidas de crescimento económico

Lisboa, 06 mai (Lusa) - O porta-voz do PS afirmou hoje que haverá em breve uma reunião com o Governo sobre medidas para o crescimento, mas frisou desde já que os socialistas votarão contra o novo "imposto sobre os pensionistas".