Não é neve nem geada. Sincelo: o que é e como se forma?

Não é neve nem geada. Sincelo: o que é e como se forma?
Município Trancoso
| Norte
Porto Canal

Pode muitas vezes ser confundido com geada ou até neve, mas o fenómeno meteorológico do sincelo consiste na formação de gelo sobre superfícies sólidas quando o nevoeiro congela.

Mas as condições para que tal aconteça não são fáceis de reunir. É necessário que haja uma presença de bancos de nevoeiro, aliado não só a temperaturas negativas – normalmente entre -2ºC e -8ºC – como a uma elevada humidade ambiente.

As partículas em suspensão no nevoeiro solidificam assim que entram em contacto com uma superfície, dando origem a depósitos de gelo, muitas vezes com ramificações cristalinas.

Em Portugal Continental, é comum o aparecimento do sincelo na região de Trás-os-Montes, onde se verificam normalmente as temperaturas mais baixas do país.

Este ano, a 18 de dezembro, o Município de Trancoso, no distrito da Guarda, acordou com a cidade pintada de branco pelo sincelo.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

Sincelo branco e sincelo duro

Existem ainda dois tipos de sincelo: branco e duro. A diferença entre os dois está relacionada com a intensidade do vento presente.

Em situações de vento fraco, o sincelo branco criado caracteriza-se pela aparência de plumas e cristais de gelo, assemelhando-se à neve. É mais presente em zonas de planícies, como na região Meseta Norte, em Espanha.

Mas com ventos intensos, o sincelo duro ganha uma forma de gelo duro e opaco, principalmente em árvores e outras superfícies verticais. Este género de sincelo é mais comum nas zonas mais montanhosas.

+ notícias: Norte

Matosinhos e CCDR-N querem abrir ao público Quinta de São Gens

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) e a Câmara de Matosinhos querem abrir ao público a Casa e Quinta de São Gens, em Matosinhos, como um Parque de Natureza e Cultura, anunciaram esta quarta-feira.

Arouca abre concurso para apoiar comércio local na transição digital

O Município de Arouca tem mais de um milhão de euros para apoiar o comércio do centro da vila na transição digital, revelou esta terça-feira a autarquia, referindo que 184 estabelecimentos beneficiarão das estruturas previstas nessa medida.

Vai nascer laboratório de investigação no antigo Raf Park em Matosinhos

A Câmara de Matosinhos quer construir um laboratório de investigação ambiental e agrícola, no local onde estava situado o antigo Raf Park, em Santa Cruz do Bispo.