SNS sobrelotado. Registo de mais de 11 milhões de consultas até outubro 

SNS sobrelotado. Registo de mais de 11 milhões de consultas até outubro 
| País
Porto Canal / Agências

O secretário de Estado de Saúde, Ricardo Mestre, disse esta quinta-feira que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) fez mais de 11,1 milhões de consultas hospitalares até outubro, correspondendo a um aumento de 7% em relação ao período pós-pandemia.

“Estes 11,1 milhões de consultas hospitalares são reais, são feitas todos os dias nos nossos hospitais. Da mesma forma que são reais os 28,4 milhões de consultas que são feitas nos cuidados de saúde primários até outubro. Da mesma forma que também são reais as 687 mil intervenções que foram feitas até outubro”, salientou.

De acordo com Ricardo Mestre, que falava no parlamento num debate de interpelação pedido pelo BE, trata-se, “mais uma vez, de um recorde absoluto” no SNS.

“É um aumento de 26% em relação à atividade cirúrgica que se fazia em 2015. É um aumento de 17% em relação à atividade cirúrgica que se fazia antes da pandemia. Também foram registados 5,2 milhões de episódios de urgência, em linha com o que aconteceu no ano passado”, observou.

O governante adiantou ainda que a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) vai ser alargada até ao final do ano com mais 561 camas, sendo 154 de convalescença, 159 de cuidados de média duração e 248 de cuidados de longa duração.

“O SNS continua a responder, o SNS continua a organizar-se e o SNS continua a estar ao serviço das pessoas”, frisou.

+ notícias: País

Mais de 200.000 eleitores podem já votar este domingo 

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, é um dos mais de 200 mil eleitores que se inscreveram para o voto antecipado, este domingo, uma semana antes do dia das legislativas.

Segundo satélite português lançado para o espaço esta segunda-feira

O segundo satélite português vai ser lançado para o espaço na segunda-feira, a partir dos Estados Unidos, para observar os oceanos durante três anos.

Marcelo vota antecipadamente e pede que se pondere voto eletrónico

O Presidente da República apelou aos portugueses para que votem este domingo e no dia 10, evitando a tendência de aumento de abstenção que se verifica noutros países, e pediu que se ponderasse sobre o voto eletrónico.