Depois do sol, chuva forte regressa esta tarde ao Porto e Braga com avisos amarelos

Depois do sol, chuva forte regressa esta tarde ao Porto e Braga com avisos amarelos
| Norte
Porto Canal / Agências

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) pôs hoje oito distritos de Portugal continental sob aviso amarelo devido à forte precipitação que se poderá fazer sentir a partir do fim da tarde e início da noite.

Os distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Braga, Porto e Aveiro estão sob aviso amarelo a partir das 18h e até às 00h00 de segunda-feira, devido a “chuva forte” que passará a “aguaceiros”, avisa o IPMA na sua página.

Para os distritos de Viseu, Coimbra e Leiria, foi emitido o mesmo alerta, mas que só vigora a partir das 21h de hoje, estendo-se até às 3h de segunda-feira.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Além da chuva forte esperada a partir da tarde para aqueles distritos, a previsão para hoje no país aponta para vento forte no litoral Norte e Centro e nas terras altas a partir da tarde.

As temperaturas máximas deverão oscilar entre os 5 graus Celsius (na Guarda) e os 17 (em Setúbal), ao passo que as mínimas vão andar entre os -3 (em Bragança) e os 8 (em Aveiro).

+ notícias: Norte

Passagem superior da Granja construída há mais de um ano abriu esta terça-feira

A passagem superior da Granja sobre a Linha do Norte, em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, entrou esta terça-feira em funcionamento, adiantou à Lusa fonte da Infraestruturas de Portugal (IP).

Vai nascer nova zona industrial em Fafe

A Câmara de Fafe aprovou por unanimidade a execução de uma área de acolhimento empresarial na localidade de Regadas, com 46,7 hectares, divulgou esta terça-feira a autarquia.

Falso procurador da Póvoa de Lanhoso paga prejuízo e livra-se de processo por burla

Um antigo funcionário judicial do Tribunal da Póvoa de Lanhoso que estava acusado de burla qualificada, por se ter feito passar por procurador, acabou por não ser julgado, porque, entretanto, reparou integralmente o prejuízo causado.