Ligação Braga-Porto pela A3 cai com chegada da UNIR. Centenas de utilizadores perdem transporte diário

Ligação Braga-Porto pela A3 cai com chegada da UNIR. Centenas de utilizadores perdem transporte diário
| Norte
Porto Canal

Centenas de utilizadores que se serviam do autocarro da Transdev para se deslocarem de Braga até ao Porto, pela A3, vão deixar de o poder fazer a partir desta sexta-feira, data que assinala o início de operações da UNIR, a nova rede de transportes que vai servir a Área Metropolitana do Porto (AMP).

A UNIR não contempla uma linha equivalente à da Transdev, que fazia a ligação Braga-Porto, pela A3, pelo que, a partir desta sexta-feira, as centenas de utilizadores, que circulavam diariamente neste autocarro, ficam sem alternativa.

Ao Porto Canal, Diana Vilar, utilizadora desta linha, contou que a comunidade só foi informada da suspensão do serviço, esta quinta-feira, ficando impossibilitada de arranjar uma solução viável, até segunda-feira.

Ao que o Porto Canal conseguiu apurar, a Transdev apresentou como alternativa, a linha 9902 da Ave Mobilidade, que contempla um desvio até Vila Nova de Famalicão.

Porto Canal

A solução apresentada não foi aceite pela maioria dos utentes, já que para além de dispor de um desvio de meia hora, o autocarro em causa não inclui lugares suficientes para transportar as centenas de pessoas que viajam diariamente de Braga até ao Porto.

Carlos Meireles, também utilizador da mesma linha, lamenta que “de um momento para o outro tenhamos ficado sem transporte, impedidos uns de ir estudar, outros trabalhar e outros de irem aos tratamentos [no IPO]” e exige a apresentação de uma solução viável, com brevidade.

Os utilizadores estão a planear expor a situação na próxima reunião do executivo municipal, de forma a tentar que o assunto seja, mais tarde, debatido pela Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado.

Questionada acerca do motivo pelo qual a UNIR não deu continuidade à linha, a secretária executiva da AMP esclareceu que a manutenção deste serviço compete à CIM do Cávado ou à do Ave, em declarações ao jornal O Minho.

Por sua vez, a CIM do Cávado recorda que, no protocolo assinado entre as duas entidades, em 2019, ficou estabelecido que a contratação da linha deveria ser feita pela zona com mais quilómetros, isto é, pelo Porto.

+ notícias: Norte

Guimarães quer criar polo tecnológico no setor espacial 

A cidade de Guimarães vai implementar um plano estratégico para a criação de um ‘Space Hub’, um polo tecnológico que visa a promoção do setor espacial, nomeadamente das tecnologias relacionadas com o ‘Novo Espaço’ (New Space).

Ribau Esteves satisfeito com lota mas quer transferência sem custos

O presidente da Câmara de Aveiro elogiou o ministro das Finanças, esta segunda-feira, por ter “desbloqueado” a transferência para o município da antiga lota, mas anunciou que vai tentar junto do próximo Governo que seja feita sem custos.

A28 reabre nove horas após acidente em Vila do Conde

A Autoestrada A28 reabriu ao trânsito pelas 16h00 no sentido Porto - Viana do Castelo, após ter estado praticamente nove horas cortada devido a um acidente de um camião que transportava automóveis, confirmou fonte oficial da GNR à Lusa.