Hospital de Viseu sem urgência externa de Ortopedia durante a noite em dezembro

Hospital de Viseu sem urgência externa de Ortopedia durante a noite em dezembro
| Norte
Porto Canal / Agências

O serviço externo de urgências na área de Ortopedia no Centro Hospitalar Tondela Viseu (CHTV) estará encerrado no período noturno durante o mês de dezembro, informou esta sexta-feira a administração daquela unidade de saúde.

Numa nota de imprensa enviada à agência Lusa, o conselho de administração do CHTV, presidido por Nuno Duarte, refere que o Plano de Contingência ativado em 1 de novembro será reformulado para o mês de dezembro.

“A urgência externa da especialidade de Ortopedia fica encerrada no período noturno, das 19:00 às 08:30, durante todo o mês de dezembro”, refere o CHTV.

Assim, “a equipa médica de Ortopedia está completa no período diurno, contando com os elementos regulamentarmente estabelecidos para poderem fazer atendimento no Serviço de Urgência e atividade cirúrgica no Bloco Operatório”.

“No período noturno, está de prevenção um ortopedista para urgência interna, garantindo a resposta a qualquer complicação com os doentes internados”, realça a administração hospitalar.

No período noturno, esclarece o documento, “apenas as situações com necessidade muito urgente de intervenção cirúrgica por Ortopedia serão transferidas para o Serviço de Urgência do CHUC, o que corresponderá a um número muito marginal de casos”.

“Embora haja dificuldades na elaboração das escalas, com necessidade de limitar outras atividades para rentabilizar recursos, só não foi possível completar a escala de Ortopedia”, destaca o CHTV.

Em novembro, além da Ortopedia, também a cirurgia encerrou no período noturno e a Via Verde Coronária, que inicialmente, estaria inativa durante 12 dias, a partir do dia 04 do mês, regressou à normalidade no dia 09, segundo informou o CHTV.

Em dezembro, “as urgências de Medicina Interna, Via Verde de AVC, Via Verde Coronária, Pediatria, Ginecologia-Obstetrícia e restantes especialidades disponíveis na carteira de serviços do Serviço de Urgência Polivalente do CHTV vão encontrar-se a funcionar sem qualquer falha”.

Neste sentido, o CHTV escreve que o serviço de urgência “responde no eixo de referenciação à ULSG [Unidade Local de Saúde da Guarda] e alivia a sobrecarga sobre o CHUC” (Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra).

“A colaboração de todos é essencial para minimizar o impacto sobre o funcionamento do Serviço de Urgência Polivalente do CHTV durante o mês de dezembro, uma vez que as transferências provenientes da ULSG já acarretam uma grande sobrecarga”, admite.

A administração recorda que a ativação do plano de contingência decorreu da reivindicação dos médicos pela valorização das carreiras e esclarece que “é uma decisão individual a indisponibilidade para a prestação de horas suplementares para além do limite legalmente instituído”.

“A atual situação política e o acordo parcial assinado entre o Ministério da Saúde e um dos Sindicatos levou à reformulação dessas manifestações de indisponibilidade por parte de alguns médicos que consideram ser um bem maior para a sociedade fazer retornar a normalidade ao atendimento no Serviço de Urgência Polivalente do CHTV”, refere.

No documento, a administração apela ainda à “população para que evite o recurso indevido ao Serviço de Urgência, e que recorra sempre ao número 112 para situações urgentes e ao número SNS 24 (808242424) para situações não urgentes.

 

+ notícias: Norte

Queda de árvore de grandes dimensões condiciona trânsito em avenida de Fafe

A queda de uma árvore de grande porte condicionou o trânsito na manhã deste sábado na Avenida de São Clemente, em Fafe, confirmou ao Porto Canal fonte do Comando Sub-Regional do Ave.

Tribunal de Viseu condena 12 dos 17 homens envolvidos em burla de automóveis de gama alta

O Tribunal de Viseu condenou esta sexta-feira 12 dos 17 homens envolvidos num esquema de burla relacionado com a compra de automóveis de gama alta, cinco dos quais ficaram em prisão efetiva.

Chamas consomem veículo na A3 em Ponte de Lima e perturbam o trânsito

Um incêndio deflagrou esta sexta-feira no interior de um veículo na A3 em Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo. Não houve feridos a registar mas houve fortes perturbações de trânsito.