A escuta de 2020 que ditou a demissão de António Costa

A escuta de 2020 que ditou a demissão de António Costa
| Política
Porto Canal

O primeiro-ministro, António Costa, demitiu-se esta terça-feira após ser tornado público de que é alvo de uma investigação autónoma do Ministério Público num inquérito instaurado no Supremo Tribunal de Justiça.

Ao que o Porto Canal conseguiu apurar, no âmbito de um inquérito sobre lítio e a empresa Lusorecursos, uma empresa nacional de prospeção e exploração focada no potencial mineiro de Portugal, António Costa foi “apanhado acidentalmente” em escutas intercetadas a 28 de dezembro de 2020. O primeiro-ministro estava infetado com covid-19 e encontrava-se em isolamento na residência oficial.

O alvo destas escutas não era o primeiro-ministro, mas sim João Pedro Matos Fernandes, na altura ministro do Ambiente e da Ação Climática.

Por não se tratar do alvo, as escutas onde António Costa foi apanhado de forma acidental seguiram para o Supremo Tribunal de Justiça (STJ). Nestes casos, o STJ pode destruir as escutas no caso de inexistência de relevância criminal, validar as escutas no âmbito do processo em curso ou reservar as escutas para a abertura de um novo procedimento criminal.

O Tribunal ordenou que fossem guardadas as escutas a António Costa, o processo prosseguiu e deu origem às diligências desta terça-feira.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

 

+ notícias: Política

Rui Rocha garante que nunca fará entendimentos com o Chega

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) garantiu, esta segunda-feira, que nunca fará nenhum entendimento com o Chega por se tratar de um partido político “completamente irresponsável e que não assegura a dignidade humana”.

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.

Governo e PS reúnem-se em breve sobre medidas de crescimento económico

Lisboa, 06 mai (Lusa) - O porta-voz do PS afirmou hoje que haverá em breve uma reunião com o Governo sobre medidas para o crescimento, mas frisou desde já que os socialistas votarão contra o novo "imposto sobre os pensionistas".