Selminho, Bolhão, combate à droga e caos no trânsito: os 10 anos de Rui Moreira à frente do Porto

| Norte
Carolina Cardoso

Rui Moreira tomou posse como Presidente da Câmara Municipal do Porto há 10 anos. Numa altura em que desempenha o último mandato autárquico, o Porto Canal recorda a década em que assumiu a frente da autarquia portuense.

A candidatura independente e uma vitória inesperada

Em 2001, Rui Moreira foi eleito presidente da Associação Comercial do Porto, cargo que exerceu até 2013. Nesse ano, liderou uma candidatura independente ao município do Porto, tendo sido eleito a 29 de setembro, com 39,25% dos votos. Cerca de um mês mais tarde, a 22 de outubro de 2013, tomou posse como Presidente da Câmara Municipal do Porto.

Rui Moreira foi o primeiro independente eleito Presidente da autarquia e sucedeu a 12 anos de coligação PSD/CDS liderada por Rui Rio.

Findado o primeiro mandato, em 2017 recandidatou-se à presidência do município, novamente com uma candidatura independente. Nas eleições autárquicas realizadas a 1 de outubro desse ano, o movimento Rui Moreira venceu com uma maioria absoluta. O independente arrecadou 44,5% dos votos, elegendo sete vereadores.

Em 2021, voltou a candidatar-se, para o terceiro e último mandato como independente na presidência da Câmara Municipal do Porto. Apesar dos 40,72% dos votos conseguidos e dos seis vereadores elegidos, Rui Moreira não conseguiu reeditar a maioria absoluta conquistada nas autárquicas de 2017.


10 anos de obras marcantes e de alguma polémica à mistura

Os últimos 10 anos à frente da autarquia ficam marcados pelas obras de maior envergadura, nomeadamente a reabilitação do Mercado do Bolhão e do Super Bock Arena; e ainda pelo novo Cinema Batalha e o Terminal de Campanhã.
Por concretizar está um dos projetos que marca a década à frente da Câmara Municipal do Porto, o Matadouro de Campanhã.

O atual mandato iniciado em 2021 fica marcado pela saída do Porto da Associação Nacional de Municípios Portugueses. Rui Moreira justificou o afastamento com o fracasso do sindicato de concelhos em representar os municípios portugueses no âmbito do processo de descentralização de competências do Estado.

O caso Selminho também fez parte da história da última década. A continuidade de Rui Moreira à frente da Câmara Municipal do Porto chegou a ser posta em causa, mas o autarca foi absolvido do crime de prevaricação.

Os problemas de consumo e tráfico de droga na cidade pautam também o executivo de Rui Moreira.


O passado recente e o futuro deixado em aberto

Numa altura em que o país enfrenta dificuldades, a segunda maior cidade do país não é exceção. São várias as críticas apontadas ao executivo de Rui Moreira, nomeadamente no que à habitação e ao trânsito diz respeito.

Com o mandato prestes a chegar ao fim e apesar de não se poder recandidatar à presidência da autarquia, Rui Moreira abre espaço para o futuro. Já é certo que Porto e Vila Nova de Gaia vão ligar-se por mais uma ponte. Em curso está também uma reforma na mobilidade. As obras que tanto têm marcado a cidade nos últimos anos, vão dar lugar a novas linhas do metro.

+ notícias: Norte

Portão de armazém do Pingo Doce cai em cima de trabalhador de Barcelos hospitalizado em estado grave

Um homem foi hospitalizado em estado grave na noite desta terça-feira após ter sido atingido por um portão do armazém do Pingo Doce de Barcelos, adiantou fonte dos bombeiros locais. Além deste ferido, também uma mulher sofreu ferimentos ligeiros.

Saiba quais foram os restaurantes do Norte que receberam estrela Michelin

O restaurante Antiqvvum no Porto foi a 'estrela da noite' com a atribuição da segunda estrela do guia Michelin, mas não foi o único a ser premiado esta terça-feira na região Norte. Quatro estabelecimentos do Porto mantiveram níveis de excelência.

Projeto "Ligue antes, salve Vidas" alargado à ULS de Gaia/Espinho e Entre Douro e Vouga

O projeto piloto "Ligue antes, salve Vidas" vai ser alargado à Unidade Local de Saúde de Gaia/Espinho e à Unidade Local de Saúde de Entre Douro e Vouga, indica uma portaria publicada em Diário da República esta terça-feira.