Guimarães regista dezenas de ocorrências devido ao mau tempo

| Norte
Porto Canal / Agências

O concelho de Guimarães, no distrito de Braga, registou, desde as 18h00 de quarta-feira, dezenas de ocorrências devido ao mau tempo, sobretudo inundações de estradas, casas e lojas, indicou a Proteção Civil local.

Fonte do Comando Sub-Regional do Ave disse à agência Lusa que foram registadas, entre as 18h00 de quarta-feira e as 11h00 desta quinta-feira, 46 ocorrências.

De acordo com a diretora do Departamento de Ambiente e Sustentabilidade da Câmara de Guimarães, “não há feridos nem danos maiores a registar” no concelho, dando conta de um muro que entrou numa habitação, na zona de Pevidém, situação que está a ser avaliada pelos serviços municipais.

Dalila Sepúlveda refere também a derrocada de uma estrada na freguesia de São Torcato.

“Tivemos inúmeras ocorrências, mas rápidas. Houve imensas chamadas naquele período [durante a noite e madrugada], quando estávamos no terreno, mas que rapidamente se dissipou. Os serviços de limpeza começaram logo a fazer limpeza dentro das habitações, ontem [quarta-feira] à noite, e, esta quinta-feira de manhã, regressaram para fazer limpeza em algumas habitações nas zonas que tiveram mais inundações”, adiantou esta responsável.

Durante um ponto de situação, realizado na manhã desta quinta-feira, Dalila Sepúlveda deu ainda conta da inundação da central de camionagem.

“Tivemos uma inundação maior na central de camionagem, que não é tão habitual, e os serviços da nossa empresa municipal Vitrus estiveram lá toda a noite a fazer a limpeza para que esta quinta-feira de manhã, quando os transportes públicos iniciassem, a situação ficasse restabelecida”, sublinhou a diretora.

A responsável adiantou também que pelas 09h00 desta quinta-feira “houve um pico” de chuva, o que fez com que algumas estradas ficassem inundadas.

Ainda no distrito de Braga, o Comando Sub-Regional do Cávado, que abrange os municípios de Braga, Esposende, Barcelos, Vila Verde, Terras de Bouro e Amares registou, entre as 00h00 e as 11h00 desta quinta-feira, 10 ocorrências, todas inundações e a queda de uma árvore.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta quinta-feira, com a passagem da depressão Aline, vento de sudoeste, tornando-se gradualmente forte nas regiões Centro e Sul a partir do início da manhã, com rajadas que poderão atingir os 110 quilómetros por hora (km/h), em especial no litoral a sul do Cabo Mondego e incluindo a costa sul do Algarve, e nas serras destas regiões.

O IPMA indica que localmente poderão ocorrer rajadas pontualmente superiores aos 110 km/h, bem como fenómenos extremos de vento.

Quanto à chuva, deve aumentar de frequência e intensidade a partir da manhã, e, ao nível da agitação marítima, espera-se para a costa ocidental ondas do quadrante oeste com quatro a cinco metros, aumentando para cinco a sete metros de altura e podendo atingir uma altura máxima até 14 metros.

Na costa sul do Algarve as ondas serão de sudoeste, aumentando para quatro a 4,5 metros durante a tarde.

+ notícias: Norte

Portão de armazém do Pingo Doce cai em cima de trabalhador de Barcelos hospitalizado em estado grave

Um homem foi hospitalizado em estado grave na noite desta terça-feira após ter sido atingido por um portão do armazém do Pingo Doce de Barcelos, adiantou fonte dos bombeiros locais. Além deste ferido, também uma mulher sofreu ferimentos ligeiros.

Saiba quais foram os restaurantes do Norte que receberam estrela Michelin

O restaurante Antiqvvum no Porto foi a 'estrela da noite' com a atribuição da segunda estrela do guia Michelin, mas não foi o único a ser premiado esta terça-feira na região Norte. Quatro estabelecimentos do Porto mantiveram níveis de excelência.

Projeto "Ligue antes, salve Vidas" alargado à ULS de Gaia/Espinho e Entre Douro e Vouga

O projeto piloto "Ligue antes, salve Vidas" vai ser alargado à Unidade Local de Saúde de Gaia/Espinho e à Unidade Local de Saúde de Entre Douro e Vouga, indica uma portaria publicada em Diário da República esta terça-feira.