La Vie vai fechar. Qual será o destino do centro comercial portuense?

La Vie vai fechar. Qual será o destino do centro comercial portuense?
| Norte
Porto Canal

Depois do encerramento de várias lojas, desta vez será o ginásio, situado no último piso do Centro Comercial La Vie, a fechar portas, no dia 28 de fevereiro. Através de um email enviado aos sócios do clube, o ginásio Holmes Place indica que o contrato de arrendamento “foi terminado” devido à venda do centro comercial. A administração do ginásio refere ainda, na nota enviada esta quarta-feira, que depois de “várias tentativas de negociação e pressão para permanecer no mesmo espaço, o novo proprietário não pretende dar continuidade ao contrato de arrendamento onde está localizado o clube”.

O encerramento das lojas do shopping La Vie têm acontecido a conta gotas, nos últimos meses. A cadeia desportiva Decathlon encerrou permanentemente a 1 de janeiro, três meses depois do fecho do Mercado Temporário do Bolhão. Antes, já tinham encerrado as marcas Radio Popular, Minipreço e a Lameirinhos.

O Centro Comercial La Vie, situado na Rua de Fernandes Tomás, no Porto, está em processo de venda. Por esclarecer está ainda quem será o novo proprietário do espaço e qual o destino a dar ao edifício. O Porto Canal contactou a Caixa Geral de Depósitos, atual proprietária do imóvel, que não respondeu em tempo útil. Quanto à empresa Widerproperty, que trata da gestão do shopping, nada quis acrescentar sobre o futuro do centro comercial.

Em cima da mesa poderá estar a conversão do Centro Comercial La Vie num hotel ou num espaço para escritórios.

+ notícias: Norte

Escolhem o Porto para trabalhar. Há quatro mil nómadas digitais na Invicta

Um computador portátil e bom acesso à internet bastam para que os nómadas digitais se instalem em qualquer parte do mundo. Contudo, a boa reputação da cidade a nível internacional, o bom tempo e o custo de vida acessível têm servido de chamariz para várias pessoas que trabalham remotamente.

Siaco declarada insolvente. Trabalhadores passam a ter direito a fundo de desemprego

A fábrica Siaco, produtora de calçado, em São João da Madeira, que fechou portas esta segunda-feira e deixou mais de uma centena de trabalhadores sem emprego, já foi declarada insolvente pelo Tribunal de Oliveira de Azeméis.

Vila do Conde. Trânsito condicionado na A28 após despiste de agente da GNR

O trânsito encontra-se condicionado na A28, na zona de Modivas, sentido Viana do Castelo - Porto, na sequência de um despiste de um motociclo, cujo condutor era um elemento da Guarda Nacional Republicana (GNR).