Metro do Porto diz ter discutido "amplamente" nova ponte com câmaras de Porto e Gaia

Metro do Porto diz ter discutido "amplamente" nova ponte com câmaras de Porto e Gaia
| Porto
Porto Canal/ Agências

O presidente da Metro do Porto, Tiago Braga, disse hoje ter feito "questão de abrir a decisão" do projeto da nova ponte sobre o Douro à comunidade e discutido "amplamente" a solução os municípios do Porto e Gaia.

"A nova ponte sobre o Douro, em concreto, é um projeto no qual a Metro do Porto fez questão de abrir a decisão à comunidade, discutindo amplamente com as autarquias e com a universidade, e convidando para o júri do concurso a Ordem dos Arquitetos, a Ordem dos Engenheiros, alguns dos maiores especialistas internacionais neste tipo de obras de arte, bem como representantes das câmaras municipais do Porto e de Gaia", afirma Tiago Braga, numa resposta enviada à Lusa a propósito das considerações feitas pelo presidente da Câmara do Porto sobre a travessia que servirá a nova linha Rubi.

Durante a sessão de segunda-feira à noite da Assembleia Municipal do Porto, o presidente da Câmara, Rui Moreira, disse ter dúvidas se a construção da nova ponte do metro, entre Gaia e o Porto e no âmbito do projeto da linha Rubi, "é necessária".

“Não era ali que eu fazia a ponte, não fazia a ponte com aquela altura e tenho dúvidas se a ponte é necessária”, afirmou o autarca independente, em resposta às considerações feitas pelo eleito da CDU Rui Sá de que no Porto “se brinca às pontes”.

Na resposta, o presidente da Metro do Porto lembra que a decisão quanto ao projeto da nova ponte foi "tomada por unanimidade dos membros do júri do concurso".

Tiago Braga adianta que o Estudo de Impacto Ambiental da linha Rubi, que inclui a ponte, foi apresentado à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e "entrará brevemente em fase de discussão pública".

"Não colocando em causa o conceito, objetivo e princípios associados à solução vencedora do concurso púbico internacional, que reuniu o número impressionante de 28 propostas distintas, a Metro do Porto continua a trabalhar, pois é sensível e atenta às sugestões, preocupações e dúvidas que naturalmente uma infraestrutura desta dimensão, até na relação emocional ao território, suscita, no sentido de sublimar os aspetos diferenciadores que a solução aporta, mas também responder aos desafios, nomeadamente na sua interação com o contexto", acrescenta.

O presidente da Metro do Porto adianta ainda que, "convicto da importância nuclear" da linha Rubi, espera ter condições para lançar até ao final deste ano o concurso público internacional para a empreitada da nova linha, na qual se inclui a ponte sobre o rio Douro.

"Trata-se do mais importante e, de longe, maior investimento do Plano de Recuperação e Resiliência (RRR) no Norte de Portugal", destaca Tiago Braga.

A construção da nova ponte sobre o rio Douro, cujo projeto de conceção foi adjudicado a 03 de março ao consórcio liderado pelo Laboratório Edgar Cardoso, deverá arrancar na “primeira metade do próximo ano”.

A ponte permitirá a travessia do metro entre o Campo Alegre, no Porto, e o Candal, em Vila Nova de Gaia, “parte obrigatória” da linha Rubi que está orçada em 300 milhões de euros mais IVA e ligará as estações Casa da Música a Santo Ovídio.

+ notícias: Porto

Como chegar (e sair) do novo Terminal Intermodal de Campanhã?

Tendo sido inaugurado a 20 de julho deste ano, desde 22 de novembro que o novo terminal recebe toda a operação da Rede Expressos, o que leva a que, neste momento, cerca de 40 mil pessoas por dia cheguem, passem ou partam do TIC. Para alguns utilizadores mantêm-se, no entanto, as dúvidas quanto aos acessos e serviços disponíveis na nova infraestrutura da cidade do Porto.

Identificado o homem morto com extrema violência no centro do Porto

Um homem foi encontrado já sem vida no interior do estabelecimento comercial que detinha, no centro do Porto, na noite da passada sexta-feira. Os sinais de elevada violência no cadáver levaram a que o caso transitasse para a Polícia Judiciária.

Ponte da Arrábida com trânsito condicionado este sábado e domingo

O trânsito na Ponte da Arrábida vai estar condicionado nos dois sentidos, neste fim-de-semana, devido às inspeções programadas e que estarão a cargo do Laboratório Nacional de Engenhar Civil (LNEC), anunciou a Infraestruturas de Portugal.