Homem de 35 anos detido em Condeixa-a-Nova por suspeita de fogo posto

Homem de 35 anos detido em Condeixa-a-Nova por suspeita de fogo posto
| Norte
Porto Canal/ Agências

Um homem de 35 anos, solteiro e desempregado, foi detido pela presumível prática de dois crimes de incêndio florestal no concelho de Condeixa-a-Nova, informou esta quinta-feira a Polícia Judiciária.

Em comunicado, a PJ afirmou que os crimes de fogo posto foram praticados na terça-feira, na povoação de Sebal, naquele município do distrito de Coimbra.

"O suspeito, com uso de chama direta, ateou os incêndios em terreno florestal, densamente povoado com matos, eucalipto e pinheiro bravo, inseridos em misto de área urbana, agrícola e florestal".

Segundo a nota, os incêndios "teriam proporções mais gravosas, caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos populares e dos meios de combate", incluindo bombeiros e meios aéreos.

Através da Diretoria do Centro, a PJ deteve o homem "com a colaboração" da GNR de Condeixa-a-Nova e do Grupo de Trabalho para a Redução das Ignições em Espaço Rural – Zona Centro.

"O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação".

+ notícias: Norte

Continua tudo na mesma. Comboio da CP com destino ao Pocinho sobrelotado

Pouco mais de uma semana depois, o Porto Canal teve acesso a imagens exclusivas que mostram um comboio da CP na linha do Douro completamente sobrelotado.

Dois homens esfaqueados na rua em Braga. Agressor em fuga

Dois homens foram esfaqueados na tarde desta quarta-feira, na Rua de Ambrósio dos Santos, em São Vítor, em Braga, e foram transportados para o Hospital de Braga com ferimentos ligeiros. O agressor fugiu e está a ser procurado pela PSP.

TAP não aposta na Europa, mas low costs reforçam destinos. Como vai ser o inverno no Aeroporto do Porto?

A TAP vai manter, no inverno de 2022, a estratégia utilizada no ano passado para o Aeroporto Francisco Sá Carneiro: apostar nas ligações diretas com o Brasil e na ponte aérea para Lisboa. De fora do investimento da companhia área nacional ficam, mais uma vez, os principais destinos europeus, mas as low costs vão tentar suprir as necessidades da região norte. É o retrato da temporada de inverno no Aeroporto do Porto, que arranca já no mês de novembro.