Oliveira de Azeméis vai ter obras de 1,5 milhões de euros em quatro escolas

Oliveira de Azeméis vai ter obras de 1,5 milhões de euros em quatro escolas
| Norte
Porto Canal/ Agências

A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis assinou hoje o auto de consignação relativo a obras de 1,5 milhões de euros que arrancam em setembro e visam requalificar quatro escolas desse concelho do distrito de Aveiro.

O objetivo é assegurar mais “conforto, segurança e melhores condições de trabalho” a profissionais e alunos, permitindo, inclusive, “a erradicação de contentores” como os que vêm acomodando parte da comunidade educativa local.

Joaquim Jorge Ferreira, presidente da autarquia, prevê que a referida empreitada terá “um impacto positivo na promoção do sucesso escolar”, pelo que a considera “um investimento estratégico” na qualidade do ensino local e no desenvolvimento do território.

“Continuamos a apostar fortemente no futuro das nossas crianças e jovens, criando condições de aprendizagem que lhes permitam adquirir conhecimento, serem felizes e terem sucesso nas suas vidas”, declara o autarca socialista à Lusa.

Os estabelecimentos de ensino abrangidos pela intervenção são: a Escola EB1 do Brejo, em São Martinho da Gândara; a EB1 da Igreja, em Palmaz; a EB1 com Jardim-de-Infância, na zona da Alumieira e de Loureiro; e a EB1 de Lações, em Oliveira de Azeméis.

As quatro obras serão conduzidas pela empresa DAPE, que terá na escola de Lações a empreitada mais exigente – está orçada em quase 500.000 euros e será para executar no prazo máximo de 16 meses.

Segue-se, por ordem de custo, a requalificação da EB1 do Brejo, em que a despesa ronda os 391.000 euros e envolve 14 meses de trabalho, e depois a escola de Palmaz, que vai absorver cerca de 315.000 euros num prazo de nove meses.

Alumieira e Loureiro, por sua vez, vão exigir 14 meses de trabalho e um encargo de 216.000 euros.

Todas essas intervenções irão decorrer em paralelo à atividade letiva dos referidos estabelecimentos de ensino, já que as obras “não comprometem as aulas”.

+ notícias: Norte

Chuvas fortes de janeiro causaram 5ME de prejuízos em espaços privados de Gaia

O mau tempo do início de janeiro causou prejuízos de mais de cinco milhões de euros em casas e comércios de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, adiantou esta segunda-feira o presidente da câmara municipal.

Bar do Porto reconhece “falha” após episódio de homofobia

O responsável pelo estabelecimento ‘Maus Hábitos’ reconhece que se tratou de uma “falha grave”. Depois de um grupo de jovens ter sido agredido, esta sexta-feira à noite, depois de vários comentários homofóbicos, o responsável pelo espaço diz que se tratou de “um erro” o facto de terem sido expulsos todos os envolvidos, “deixando assim as vítimas vulneráveis”.

Saiu em Famalicão a nova raspadinha de 77.777 euros

Uma raspadinha com 77.777 euros foi adquirida por um apostador no "Quiosque Central e Pão Quente O Guedes", de Cabeçudos, em Famalicão.