Centro Qualifica de VN de Famalicão 'abre portas ao futuro' a mais de nove mil pessoas

Centro Qualifica de VN de Famalicão 'abre portas ao futuro' a mais de nove mil pessoas
| Norte
Porto Canal

O Centro Qualifica em Vila Nova de Famalicão 'abriu portas ao futuro' a mais de nove mil pessoas nos últimos oito anos, proporcionando orientação, encaminhamento e o acompanhamento de adultos para percursos de qualificação, assim como a promoção do reconhecimento de competências e aprendizagens e da adequação dos percursos formativos aos perfis e necessidades dos indivíduos.

Em comunicado ao Porto Canal, o Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, afirmou que “o município de Vila Nova de Famalicão tem vindo a desenvolver um excelente trabalho na melhoria da qualificação dos famalicenses, através do Centro Qualifica, indo ao encontro de um dos desígnios nacionais valorizando o conhecimento, a ciência, a tecnologia e a inovação”.

É importante salientar que o Centro Qualifica de Vila Nova de Famalicão promovido pela Autarquia. assume-se como uma estrutura especializada na qualificação, totalmente gratuita tendo como destinatários os adultos com idade igual ou superior a 18 anos e, excecionalmente, os jovens que não se encontrem a frequentar modalidades de educação ou de formação e que não trabalhem.

+ notícias: Norte

Continuam as apostas no aeroporto do Porto. Lufthansa reforça a oferta para este verão

Há mais uma companhia que vai reforçar a frequência de voos a partir da cidade do Porto, durante este verão. A Swiss International Airlines, que pertence ao grupo Lufthansa, passará a ter 14 ligações diárias com destino a Zurique e Genebra.

O município salienta que este é o resultado de uma estratégia da região Norte para atrair transportadoras estrangeiras, como resposta ao desinvestimento da TAP.

Seca severa em Chaves: Bombeiros abastecem diariamente depósitos de água na aldeia de Nantes 

Os bombeiros estão a abastecer diariamente os depósitos de água na aldeia de Nantes, em Chaves, por causa da seca e do consequente enfraquecimento da nascente. Mesmo com esta ajuda há dias em que a água não é suficiente.

Saúde Mental em Portugal tem apenas 5% do investimento do SNS. Coordenador diz ser preciso duplicar recursos

O coordenador das políticas de Saúde Mental diz que é preciso duplicar o investimento nesta área do Serviço Nacional de Saúde. Miguel Xavier defende, ainda, que o maior desafio são os recursos humanos e medidas socioeconómicas.