Info

Setor do granito recorre a imigrantes para recuperar mão de obra, mas "nem assim é suficiente"

| Norte
Porto Canal

O setor do granito tem recorrido a imigrantes para combater a falta de mão de obra, mas segundo disse o Presidente da Associação dos Industriais de Granito, "nem assim é suficiente", porque o "setor do turismo e restauração está a competir connosco na contratação destes trabalhadores imigrantes". 

O Presidente da Associação dos Industriais de Granito referiu que "nos últimos dois anos tem sido um problema grave para a indústria do granito", mas revela que com a pandemia "estas pessoas perderam os seus empregos e, foi assim que conseguiram captar estes trabalhadores" para o setor, proporcionando "boas condições habitacionais" de forma a atrair ainda mais.

Ainda assim, o Presidente da Associação dos Industriais de Granito revelou que para se começar a produzir e exportar "o concelho de Vila Pouca de Aguiar precisa ainda de 100 trabalhadores".

 

Apesar de toda esta falta de mão de obra, o setor do granito "está em crescimento", adiantou o Presidente da Associação dos Industriais de Granito.

+ notícias: Norte

Festa das Fogaceiras volta à rua de Santa Maria da Feira 

A Festa das Fogaceiras volta à rua esta ano com o cortejo das meninas fogaceiras, em Santa Maria da Feira, mas ainda com uma versão reduzida, com cerca de 30 meninas. Em declarações ao Porto Canal, algumas meninas fogaceiras mostram-se muito contentes com a saída à rua. 

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.