Hospital de Guimarães considera prémio "um resultado duplo para a instituição de saúde"

| Norte
Porto Canal

O Hospital de Guimarães foi premiado, esta terça-feira, pela agência de investigação clínica e inovação biomédica no âmbito do Concurso de Projetos de Capacitação dos Centros de Investigação Clínica em 2021 e, em declarações ao Porto Canal, Pedro Guimarães Cunha, diretor do Centro Académico do Hospital de Guimarães, afirmou que "este prémio acaba por ter um resultado duplo para nós como instituição de saúde, por um lado permite nos estruturar melhor toda a dinâmica de funcionamento de investigação clínica, e por outro funciona como um incentivo claro à incorporação da investigação clínica e do fruto da mesma".

Ao que apurou o Porto Canal o projeto prevê a instalação de um Hospital de Dia dedicado à investigação clínica. O diretor do Centro Académico do Hospital de Guimarães, na entrevista ao Porto Canal, explicou que o prémio "reverte quase na totalidade para os nossos utentes e para a integração da investigação clínica na atividade normal do hospital, essa que é uma das grandes apostas do nosso conselho de administração desde à 3 anos e, que tem agora com este prémio uma expressão maior".

+ notícias: Norte

Populares e ativistas marcaram presença num protesto contra a exploração de lítio na mina do Barroso

Na manhã desta terça-feira, dezenas de populares e ativistas marcaram presença numa manifestação contra a exploração de lítio na mina do Barroso. A arruada simbólica serviu de alerta para os impactos ambientais e para a escassez de água de que a região enfrenta e que a extração mineira pode agravar.

Trabalhadores da maior produtora de cogumelos frescos em greve por melhores salários e condições de trabalho

Os trabalhadores das unidades de produção da maior produtora de cogumelos frescos do país estiveram em greve ao longo desta terça-feira. Ao que apurou o Porto Canal, os trabalhadores exigem um aumento dos salários, do subsídio de alimentação e ainda melhores condições de trabalho.

Uso "desenfreado" de trotinetes aumentou "medo de usar o espaço público" em invisuais

O uso "desenfreado e sem civismo" de trotinetes aumentou o medo de usar o espaço público nas pessoas invisuais, agudizando o sentimento de isolamento de quem não vê, denunciou esta terça-feira a Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal.