Info

Autoagendamento para doentes recuperados há mais de seis meses disponível em junho

| País
Porto Canal com Lusa

Redação, 14 mai 2021 (Lusa) -- Os doentes recuperados há mais de seis meses de infeção por SARS-CoV-2 vão poder marcar a sua vacinação através do portal de autoagendamento a partir da primeira semana de junho, confirmou hoje fonte da 'task force' responsável pelo processo.

Em resposta enviada à Lusa, o organismo liderado pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo prevê que a plataforma na Internet para a marcação da administração da vacina "esteja disponível para as pessoas que recuperaram de infeção por SARS-CoV-2, diagnosticada há, pelo menos, seis meses a partir da primeira semana de junho".

De acordo com o que já havia sido adiantado pelo coordenador da 'task force', estas pessoas que já passaram pela doença há seis meses vão começar a ser vacinadas "de acordo com a faixa etária a que pertencem" e assim que "a esmagadora maioria das pessoas com idade igual ou superior a 60 anos" já tenham sido vacinadas.

Em Portugal, morreram 16.999 pessoas dos 841.379 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

JYGO // HB

Lusa/Fim

+ notícias: País

DGS confirma que há seis surtos em lares de idosos em Portugal

                                                    

Perto de três milhões de portugueses com vacinação completa contra a Covid-19

Perto de três milhões de portugueses, o equivalente a 29% da população, tem a vacinação completa contra a covid-19, tendo sido administradas mais de 720 mil doses na última semana, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Ministra da Saúde afasta limitação de visitas a lares

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou hoje que não há necessidade de voltar a limitar as visitas a lares de idosos, advogando que as pessoas vacinadas contagiadas com o novo coronavírus desenvolvem "uma doença muito mais moderada".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.