Info

Sindicato critica o artigo “Cabelo, barba e adornos” dos Bombeiros Sapadores de Braga

| Norte
Porto Canal

O Regulamento Interno dos Bombeiros Sapadores de Braga está a ser alvo de críticas por causa de um artigo que põe em causa os direitos individuais dos trabalhadores. Ricardo Cunha, Dirigente do Sindicato Nacional dos Bombeiros, diz que “a Câmara deveria ter outras preocupações” e que “todos temos a liberdade de ter a nossa própria imagem”.

Em causa está o artigo “Cabelo, barba e adornos” que é visto pelo Sindicato como um atentado aos direitos individuais dos trabalhadores. O artigo em questão refere que, em relação às mulheres, o cabelo não deve ultrapassar a base do colarinho da camisa e em relação aos homens, estipula que o uso de barba não pode prejudicar a utilização de equipamentos, nomeadamente os de proteção individual. Já quanto ao uso de fios, adornos exteriores, pulseiras, anéis, brincos e ‘piercings’, o regulamento diz que não pode pôr em causa a segurança dos profissionais e do público.

O Vereador da Proteção Civil, Altino Bessa, afirma que “o objetivo é salvaguardar o interesse, segurança e saúde dos bombeiros e da própria população”.

+ notícias: Norte

Homem colhido mortalmente por comboio em Famalicão

Um homem foi hoje colhido mortalmente por um comboio em Calendário, Vila Nova de Famalicão, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga.

Trabalhadores da StatusVoga de novo em protesto por salários em atraso

Os funcionários da empresa que explora cantinas do Instituto Politécnico do Porto (IPP), a StatusVoga, manifestaram-se novamente contra os salários em atraso em frente ao IPP, na manhã desta terça-feira, apurou o Porto canal no local. “Os salários não aparecem, é uma situação insustentável” afirma uma das funcionárias presentes no protesto.

Portugal e Espanha vão ter base aérea transfronteiriça para combate a incêndios em Vila Real

A primeira base aérea transfronteiriça entre Portugal e Espanha vai ficar em Verín, no lado espanhol, e permitir o combate aos incêndios florestais na fronteira, num investimento de nove milhões de euros, anunciou hoje a Junta da Galiza.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m