Info

Covid-19: Novos casos diminuem em França mas continuam acima de 20.000

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 27 fev 2021 (Lusa) -- O número de novos casos de covid-19 diminuiu hoje em França face ao dia anterior, mas permaneceu acima dos 20.000, segundo as autoridades de saúde francesas.

Nas últimas 24 horas registaram-se 23.996 novos casos de infeção, contra 25.207 na sexta-feira, segundo os dados oficiais publicados no site do organismo público de saúde francês.

Na quarta-feira, registou-se em França um pico de 31.519 novos casos, o maior desde novembro.

No total, desde o início da epidemia, 3.736.016 infeções foram oficialmente verificadas em França.

A agência de saúde pública informou ainda sobre a morte de 186 pessoas nos hospitais nas últimas 24 horas devido à covid-19, um número inferior às 286 na sexta-feira.

O valor acumulado em França é de 86.332 mortes.

Em França, os dados sobre óbitos em residências são atualizados apenas dois dias por semana, às terças e sextas-feiras.

Nos hospitais, o número de internados por causa da covid-19 caiu hoje para 24.989, contra os anteriores 25.130.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.508.786 mortos no mundo, resultantes de mais de 112,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

DF // JLG

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Agência Europeia do Medicamento dá parecer sobre vacina Janssen na terça-feira

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou hoje que dará na terça-feira um parecer sobre a vacina Janssen contra a covid-19, cuja utilização está suspensa nos Estados Unidos e na Europa por existir uma relação com coágulos no sangue.

Bruxelas pediu à EMA reavaliação de vacina da AstraZeneca para coerência na UE

A Comissão Europeia disse hoje que pediu à Agência Europeia do Medicamento (EMA) para rever os dados sobre a vacina da AstraZeneca, para garantir uma "abordagem coerente e unificada" na União Europeia (UE) relativamente ao fármaco.

Dinamarca desiste da vacina da AstraZeneca e Alemanha não a usa nas 2ªas doses

A Dinamarca anunciou hoje que desistiu de usar a vacina para a covid-19 da AstraZeneca devido aos efeitos secundários "raros, mas graves", enquanto a Alemanha decidiu administrar outra vacina nas segundas doses a quem tomou este fármaco na primeira.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Zoom Zoom Z o o m