Info

Covid-19: Novo recorde de casos de infeção no Irão

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Teerão, 22 set 2020 (Lusa) -- Os novos casos de contágio de covid-19 atingiram mais um recorde no Irão, com 3.712 infetados nas últimas 24 horas, indicam os dados oficiais divulgados hoje.

O anterior recorde de casos num dia ocorreu a 4 de junho, quando foram registados 3.574 infetados.

"Constatamos um aumento dos casos confirmados e das hospitalizações diárias na maioria das nossas províncias", lamentou a porta-voz do Ministério da Saúde, Sima Sadat Lari, numa conferência de imprensa transmitida pela televisão.

Lari lamentou igualmente que "o índice de cumprimento das normas de saúde e do uso de máscara esteja a diminuir" no país.

Na segunda-feira, o líder supremo iraniano, o 'ayatollah' Ali Khamenei, instou os seus compatriotas a respeitarem as regras de higiene decretadas pelas autoridades, acusando essencialmente os iranianos de enfrentarem levianamente a ameaça do novo coronavírus.

O Irão registou o primeiro caso de covid-19 em fevereiro e é de longe o país mais afetado pela pandemia no Médio Oriente.

Lari disse que o país conta com 24.656 mortos de um total de 429.193 contaminados com o novo coronavírus.

A pandemia de covid-19, transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro na China, já provocou pelo menos 965.760 mortos e mais de 31,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço da agência France-Presse.

 

PAL // FPA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Afeganistão: 98% da população desnutrida e 9 milhões de pessoas "à beira da fome" - Unicef

Roma, 18 jan 2022 (Lusa) -- A quase totalidade da população afegã (98%) não tem o suficiente para comer e 9 milhões de pessoas estão "desesperadas, à beira da fome", alertou hoje o porta-voz da Unicef de Itália, Andrea Lacomini.

Tribunal moçambicano condena líder de grupo de caça ilegal a 30 anos de prisão

Maputo, 18 jan 2022 (Lusa) -- O Tribunal Judicial da Província de Maputo condenou a 30 anos de prisão um homem que liderava um grupo de caça ilegal de animais em áreas de conservação moçambicanas e sul-africanas, anunciou hoje o Ministério da Terra e Ambiente de Moçambique.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.