Info

Há 50 enfermeiros especialistas à espera de transitarem na carreira em Bragança

Há 50 enfermeiros especialistas à espera de transitarem na carreira em Bragança
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) denunciou hoje que há pelo menos 50 profissionais à espera de ver o título de especialista reconhecido na carreira ao serviço da Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste.

A falta de reconhecimento da formação e de progressão nas carreiras com um atraso de mais de dois anos foram os principais problemas da classe nas unidades de saúde do distrito de Bragança apontados hoje pelo SEP.

O sindicato organizou uma manifestação pública com apenas os dirigentes para chamar a atenção para os problemas laborais que continuam a afetar os enfermeiros, e que foram expressos à comunicação social e em faixas colocadas no gradeamento do hospital de Bragança, o principal do distrito.

O dirigente do SEP Alfredo Gomes afirmou que a ULS do Nordeste “é uma das instituições daquelas que estão no grupo, no país, onde há mais enfermeiros especialistas que não transitaram” na carreira para uma categoria compatível com a formação.

“Aqui, pelas nossas contas e pelas situações que nos chegaram, são pelo menos aí uns 50 enfermeiros”, concretizou.

Outra situação local destacada pelo sindicato é “o número também bastante significativo na instituição” de enfermeiros que ainda aguardam que lhes sejam atribuídos os pontos para descongelamento da carreira, o que já deveria ter acontecido em 2018.

“Estas são as duas situações que se sentem mais aqui em Bragança”, reiterou, salientando que nem sequer têm a ver com as questões levantadas pela pandemia de covid-19, que também teve consequências na região.

De acordo com o SEP, a ULS do Nordeste, à semelhança do que aconteceu por todo o país, também contratou enfermeiros ao abrigo da pandemia por quatro meses e os contratos vão ser renovados até ao final do ano.

“O que a gente acha é que estes contratos não deviam ser renovados até ao final do ano, deviam ser renovados sem termo”, defendeu o dirigente sindical.

Em Bragança como no resto do país, também estão por resolver questões como enfermeiros em funções de chefia sem transitarem para especialistas ou profissionais infetados com o novo coronavírus que “por terem contratos individuais de trabalho não lhes pagaram ainda os 100% da remuneração”.

+ notícias: Norte

Incêndio destrói parte do telhado do Palácio da Justiça no Porto. Veja as imagens

Um incêndio deflagrou, na tarde desta sexta-feira, por volta das 15h33, no Campo dos Mártires da Pátria, na cobertura do Palácio da Justiça, no Porto, fazendo com que o edífício fosse evacuado e acabou por destruir parte do telhado. Em declarações aos jornalistas, Rui Moreira, Presidente da Câmara Municipal do Porto, afirmou que "o incêndio está estabilizado e a preocupação princpial foi retirar todos os presentes do interior".

Atualizado 23-07-2021 16:20

Pinto da Costa afirma que o Governo e DGS "estão a matar o futebol"

O Presidente do Futebol Clube do Porto, Pinto da Costa, acusou o Governo e a DGS de estarem a "a matar o futebol", em declarações ao Porto Canal. O Presidente dos 'Dragões' afirma que "se pudesse importava os líderes das ilhas portuguesas para Portugal".

António Costa marca presença na apresentação das Carruagens da CP e afirma que "95% de incorporação é nacional"

O Primeiro-Ministro, António Costa, marcou presença, na manhã desta sexta-feira, na apresentação das novas Carruagens da CP, em Matosinhos, e explicou que "em cada uma das carruagens reabilitadas há 95% de incorporação nacional".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.