Info

Livre chega "a posições comuns" sobre conflito entre deputada e direção

Livre chega "a posições comuns" sobre conflito entre deputada e direção
| Política
Porto Canal com Lusa

A Assembleia do Livre anunciou hoje de madrugada ter chegado "a posições comuns", não especificadas, após ter ouvido "a Comissão de Ética e Arbitragem, a deputada Joacine Katar Moreira e o Grupo de Contacto".

A Assembleia do Livre esteve reunida no domingo para "analisar o parecer elaborado pela Comissão de Ética e Arbitragem relativamente aos últimos acontecimentos e apurar os factos subjacentes à relação entre o Grupo de Contacto [a direção do partido] e deputada do Livre e o seu Gabinete", disse o partido em comunicado.

Após as audições, "a Assembleia procedeu a um debate muito produtivo, reservado apenas aos membros deste órgão, e que permitiu o encontro de posições comuns a serem incluídas numa resolução de cuja redação foi mandatada a mesa da Assembleia", de acordo com a mesma nota.

A Assembleia do Livre esclareceu que "esta resolução será amanhã submetida a votação na reunião de continuidade da 40.ª Assembleia e imediatamente comunicada a todos os membros e apoiantes".

Esta reunião aconteceu na sequência de a Comissão de Ética e Arbitragem do Livre ter apresentado um parecer sobre o conflito entre o Grupo de Contacto, a deputada Joacine Katar Moreira e o gabinete, relativamente à polémica, que teve início no final do mês de novembro, entre a deputada e a direção.

Na altura, o partido fundado por Rui Tavares manifestou preocupação com o voto da sua única deputada "em contrassenso" com o programa e as posições do Livre, indicou num comunicado o Grupo de Contacto.

Em resposta, Joacine Katar Moreira atribuiu o sentido do seu voto a uma "dificuldade de comunicação" com a direção do Livre, afirmando terem sido "três dias de contacto infrutífero", e mostrou-se surpreendida com a posição do partido.

Posteriormente, Pedro Nunes Rodrigues, da direção do Livre assegurou à Lusa nunca ter sido pedido pelo gabinete de Joacine Katar Moreira qualquer apoio específico no voto sobre a Palestina, mas adiantou que o partido continuará a trabalhar com a deputada "para que a legislatura corra da melhor forma, sem problemas de comunicação".

MIM (JF) //

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Agência Portuguesa do Ambiente nega processo de avaliação de impacto ambiental para a exploração de lítio

Matos Fernandes desvaloriza as críticas do PAN sobre a exploração de lítio em Montalegre. O Ministro do Ambiente considera que o Estudo de Impacte Ambiental é ainda muito primário.

CDS/Congresso: Novo líder afirma "papel insubstituível" para "combater as esquerdas"

O novo líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, agradeceu hoje aos militantes por terem ajudado o partido a fazer "prova de vida", que tem "um papel insubstituível" em Portugal para "combater as esquerdas".

"Há violência policial racista e infiltração da extrema direita nas forças de segurança."

Separando as duas coisas, Catarina Martins, coordenadora do Bloco de Esquerda, diz que "é obvio que têm existido problemas de violência racista na policia e que há uma infiltração de forças organizadas de extrema direita, ligadas à criminalidade, nas forças de segurança".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Viagens e Baratas - Marraquexe