Canoagem quer aproveitar Europeus para "mostrar a sua qualidade a Portugal"

| Desporto
Porto Canal / Agências

Montemor-o-Velho, 11 jun (Lusa) -- A Federação Portuguesa de Canoagem pretende "mostrar a Portugal a sua realidade e qualidade, um desporto que honra o país mesmo em tempos difíceis", nos Europeus, que vão ser disputados em Montemor-o-Velho, de sexta-feira a domingo.

"Acima de tudo, estes Europeus são importantes para a canoagem mostrar todo o seu potencial, dar a conhecer a equipa, os jovens promissores, o Centro de Alto Rendimento. Mas, também para provar que somos capazes de organizar provas ao mais alto nível, já que esta tem uma exigência quase olímpica. Queremos afirmar-nos em todos esses campos e ter a canoagem portuguesa como referência internacional", disse Mário Santos.

Na apresentação do evento, o presidente federativo recordou que Montemor-o-Velho vai receber "as maiores potências da canoagem, pois 80 por cento das medalhas em Londres2012 foram conquistadas por europeus", lembrando que os mais de 700 canoístas de 29 países presentes no evento apresentam "elevadíssimo nível".

"Que a canoagem mostre capacidade competitiva e organizativa. Temos presente que o que nos traz visibilidade são os resultados positivos, em Portugal ou outro lugar. Atravessamos tempos difíceis, mas estamos habituados a superar isso", vincou.

Os Europeus de canoagem vão contar com perto de 100 voluntários e terão um custo organizativo a rondar os 700 mil euros, "sendo que uma parte significativa do orçamento visa a produção televisiva" do evento, que vai ter cobertura em direto na estação Eurosport.

"Apesar de termos o sinal aberto e gratuito, de termos os únicos medalhados em Londres2012 e de sermos a modalidade que conquistou 14 dos 28 pontos de Portugal nos Jogos Olímpicos, para já nenhuma televisão nacional manifestou interesse em aproveitá-lo, o que não se compreende", lamentou Mário Santos.

Os Europeus de canoagem vão reunir mais de 700 atletas de 29 países no CAR de Montemor-o-Velho, um projeto orçado em cerca de 20 milhões de euros e que serve a canoagem, remo, triatlo e natação em águas abertas.

RBA // JP

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

PSP suspeita de No Name Boys nos desacatos em Guimarães. Investigações já estão em curso

23 portugueses foram identificados pela Polícia de Segurança Pública na sequência das perturbações na cidade por parte de adeptos do Hajduk Split. O Porto Canal avançou em primeira mão que estes portugueses se tratavam de membros da claque No Name Boys. Agora, o jornal PÚBLICO confirma que a PSP já iniciou investigações ao grupo benfiquista.

SC Tomar vai ser adversário do FC Porto na Elite Cup 

Os Campeões Nacionais de Hóquei em Patins conheceram, esta quarta-feira, o adversário para a Elite Cup: o SC Tomar. 

Adeptos croatas destroem Centro Histórico de Guimarães. Autarca da cidade contesta atuação da polícia

Foram identificados pelas autoridades 154 adeptos, entre simpatizantes do clube croata Hadjuk Split e 23 portugueses, na sequência dos desacatos que ocorreram, na noite de terça-feira, na cidade de Guimarães e que se prolongaram até à cidade do Porto.