Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Porto/Post/Doc apresenta 44 estreias nacionais e 11 mundiais entre 01 e 08 de Dezembro

| Norte
Porto Canal com Lusa

A juventude e a cultura pop são celebradas II edição do Porto/Post/Doc, um festival que entre 01 e 08 de dezembro apresenta no Porto 66 filmes de 26 nacionalidades, com 44 estreias nacionais e 11 estreias mundiais.

O Porto/Post/Doc, um festival que conta com um investimento de 150 mil euros e com o apoio da Câmara do Porto, arranca dia 01 de dezembro e durante os oito dias seguintes vai passar uma média de sete a oito filmes diariamente em dois dos maiores espaços culturais do Porto - Teatro Municipal Rivoli e Cinema Passos Manuel, e nos Maus Hábitos.

O certame cinematográfico vai ter 66 filmes distribuídos por dez secções diferentes, de 26 nacionalidades, incluindo a portuguesa, sendo 43% das películas estrangeira, 30% realizados por mulheres e que vai apresentar em estreia mundial 11 filmes e em estreia nacional 44 filmes.

Actualizado 19-11-2015 16:15

O objetivo do Porto/Post/Doc é apresentar ao público "coisas que estão escondidas ou esquecidas", disse hoje Dario Oliveira, diretor do festival, em conferência de imprensa no Foyer do Rivoli (Porto).

Uma homenagem à realizadora belga Chantal Akerman, considerada uma realizadora do pós 'nouvelle vague', uma secção de "Cinema Falado", dedicado à língua portuguesa, outra dedicada ao mundo da música "Transmission", e o Grande Prémio Porto/Post/Doc onde estão a concurso 12 filmes das 404 películas que se candidataram a um prémio de dois mil euros, são alguns dos destaques do certame que vai contar com a presença de vários realizadores.

No Grande Prémio Porto/Post/Doc, que "representam a excelência e diversidade do documentário contemporâneo", destaca-se a estreia mundial de "Las Vegas in Parts", de Luciano Piazza.

Na secção "Transmission vão ser exibidas as estreias nacionais "Blur: New World Towers", de Sam Wrench e "Keith Richards: Under The Influence", de Morgan Neville, e na secção "Cinema Falado" passa, por exemplo "Porto da Minha Infância", de Manoel de Oliveira, mas também as estreias mundiais "Bairrismos", de Pedro Neves, e "A Causa e a Sombra", de Tiago Afonso.

Ao longo do Porto/Post/Doc vai ser realizado também o fórum "Onde Está o Real?", com debates sobre as imagens em movimento.

A organização do festival contou com uma equipa de 60 pessoas, das quais 25 voluntários, referiu Dario Oliveira, que fez questão de agradecer às gentes a "generosidade" e "muita inteligência" ao apoiaram a iniciativa cultural que só foi possível com "muitos micro financiamentos".

+ notícias: Norte

Avarias na rede fixa deixam aldeia de Vila Pouca de Aguiar isolada

Os habitantes da aldeia Ribeirinha, em Vila Pouca de Aguiar, não têm cobertura de rede móvel e internet. As avarias na rede fixa são também frequentes e a população sente-se desprotegida, principalmente em situações de emergência.

Infestação de moscas obrigou ao encerramento do bloco pediátrico do São João

Uma infestação de moscas obrigou hoje ao encerramento do bloco cirúrgico pediátrico do Hospital de São João, no Porto, o que, segundo o presidente desta unidade hospitalar, é “uma prova inequívoca das condições degradantes da assistência”.

Fora da Caixa - São João

No Porto ultimam-se pormenores para aquela que é considerada a noite mais longa do ano, onde a tradição ainda é o que era.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.