Jornal Diário Jornal das 13

Mostra de Cinema Anti-Racista de volta ao Porto com sessões para crianças e jovens

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 15 out (Lusa) -- A Mostra Internacional de Cinema Anti-Racista (MICAR) regressa ao Porto a partir de sexta-feira para a sua segunda edição, tendo como principal novidade as várias sessões para crianças e jovens no primeiro dia, disse hoje a organização.

Assim, a partir das 14:45 de sexta-feira, o pequeno auditório do Teatro Municipal Rivoli recebe uma sessão de curtas-metragens destinadas a crianças do 1.º ciclo do ensino básico, seguindo-se, às 16:15, para jovens do 3.º ciclo, "Kali, o Pequeno Vampiro", de Regina Pessoa, já distinguido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), e "Kaddish para um amigo", de Leo Khasin.

"Estas sessões não estão fechadas, as famílias podem vir, os adultos podem vir", disse à Lusa da parte do SOS Racismo Joana Santos, que realçou que o contacto com crianças e jovens é algo que a organização tem como um dos seus "eixos estratégicos", uma vez que se trata de idades quando "se começa a perceber quem são os outros e como é que nos relacionamos com eles".

Joana Santos lembrou que os três dias de MICAR vão incluir diversos debates: o realizador António Loja Neves e a jornalista Vanessa Rodrigues na sexta-feira a seguir a "Evaporating Borders"; no sábado, depois de "A Respeito da Violência", o debate vai contar com o recém-eleito deputado Jorge Campos e a também professora universitária Manuela Ribeiro Sanches; e, no domingo, a seguir a "Timbuktu" vão discutir o historiador Manuel Loff e Luís Guerra, do Observatório dos Direitos Humanos.

"Em 2015 celebram-se os 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial, os 50 anos da vitória do movimento dos Direitos Civis nos Estados Unidos e os 25 anos de vida do Movimento SOS Racismo. No entanto, aqueles que hoje partilham o mundo são ainda responsáveis por guerras e conflitos que semeiam o campo fértil do ódio e de novas formas de violência", pode ler-se no texto de apresentação da segunda MICAR, que procura "estimular a reflexão e o debate para que não vença a indiferença".

Joana Santos referiu que, apesar de não ser um evento que o SOS Racismo costume organizar está a ser feita "uma aprendizagem" e estão a ser adquiridos contactos com outros festivais de cinema do género, o que significa que seria "deitar fora todo esse acervo" caso a MICAR não continuasse nos próximos anos.

TDI // MSP

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Administração do Hospital Gaia/Espinho diz não ter recebido nenhum pedido de demissão

A administração do Centro Hospitalar de Gaia/Espinho afirmou esta quarta-feira não ter recebido qualquer pedido de demissão das dezenas de diretores que se declararam demissionários numa carta em que protestavam contra "condições indignas" de trabalho.

Mulher de 23 anos morreu em despiste na A4 em Vila Real

Uma mulher de 23 anos morreu esta quarta-feira na sequência de um despiste de um automóvel no viaduto do Corgo, na Autoestrada 4 (A4), em Vila Real, segundo fontes dos bombeiros e da GNR.

Rui Moreira diz que é urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.