Info

Estreia de "Hamlet", por Luís Miguel Cintra, no Teatro Joaquim Benite em Almada

| País
Fonte: Agência Lusa
Almada, 05 jul (Lusa) - A peça "Hamlet", de William Shakespeare, numa tradução de Sophia de Mello Breyner Andresen, tem estreia hoje, no palco principal do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, integrada na programação do 32.º Festival de Teatro.

A peça vai ser levada à cena quase na versão integral, concretizando um desejo antigo do encenador Luís Miguel Cintra, como o próprio confessou, na conferência de imprensa de apresentação desta edição do certame.

Outra das particularidades desta encenação da peça de Shakespeare, a apresentar em Almada, reside no facto de a personagem principal, ao contrário do que regularmente acontece nas diferentes encenações, ser interpretada por um jovem ator acabado de formar.

"Hamlet", por Luís Miguel Cintra, é representada de novo na terça-feira, no mesmo palco, no âmbito do festival.

"Escrever, falar", de Jacinto Lucas Pires, numa encenação de Jorge Silva para o Teatro dos Aloés, é a outra estreia de hoje na 32.ª edição do Festival de Almada. A peça subirá ao palco do Teatro-Estúdio António Assunção, em Almada.

No âmbito das iniciativas paralelas, o programa do segundo dia do festival prevê ainda um espetáculo de música cigana, a realizar na esplanada da Escola D. António da Costa, em Almada.

No Teatro Municipal Joaquim Benite, mantém-se a exposição alusiva aos dez anos da sala, que recebeu o nome do primeiro diretor da Companhia de Teatro de Almada e do Festival.

CP // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Crianças são as mais afetadas pela pobreza em Portugal e há cerca de 330 mil em risco

Cerca de 330 mil crianças estão em risco de pobreza em Portugal, sendo que o grupo etário até aos 18 anos é o mais afetado, o que significa que há mais crianças pobres do que adultos ou idosos.

Dezanove pessoas morreram nas praias portuguesas durante a época balnear 2019

Dezanove pessoas morreram nas praias portuguesas durante a época balnear, que terminou na segunda-feira, na qual foram registados 502 salvamentos e 786 ações de primeiros socorros, divulgou hoje a Autoridade Marítima Nacional.

200 enfermeiros vão ter que devolver aumentos salariais

Cerca de 200 enfermeiros estão a ser chamados pelos hospitais para devolver os supostos aumentos salariais resultantes do descongelamento das progressões das carreiras. O sindicato defende que se trata apenas de ajustamentos na tabela e ameaçam levar o caso a tribunal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.