Info

Estreia de "Hamlet", por Luís Miguel Cintra, no Teatro Joaquim Benite em Almada

| País
Fonte: Agência Lusa
Almada, 05 jul (Lusa) - A peça "Hamlet", de William Shakespeare, numa tradução de Sophia de Mello Breyner Andresen, tem estreia hoje, no palco principal do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, integrada na programação do 32.º Festival de Teatro.

A peça vai ser levada à cena quase na versão integral, concretizando um desejo antigo do encenador Luís Miguel Cintra, como o próprio confessou, na conferência de imprensa de apresentação desta edição do certame.

Outra das particularidades desta encenação da peça de Shakespeare, a apresentar em Almada, reside no facto de a personagem principal, ao contrário do que regularmente acontece nas diferentes encenações, ser interpretada por um jovem ator acabado de formar.

"Hamlet", por Luís Miguel Cintra, é representada de novo na terça-feira, no mesmo palco, no âmbito do festival.

"Escrever, falar", de Jacinto Lucas Pires, numa encenação de Jorge Silva para o Teatro dos Aloés, é a outra estreia de hoje na 32.ª edição do Festival de Almada. A peça subirá ao palco do Teatro-Estúdio António Assunção, em Almada.

No âmbito das iniciativas paralelas, o programa do segundo dia do festival prevê ainda um espetáculo de música cigana, a realizar na esplanada da Escola D. António da Costa, em Almada.

No Teatro Municipal Joaquim Benite, mantém-se a exposição alusiva aos dez anos da sala, que recebeu o nome do primeiro diretor da Companhia de Teatro de Almada e do Festival.

CP // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Quercus denuncia a existência de uma corrida ao lítio em Portugal

A associação ambientalista Quercus denuncia a existência de uma corrida ao lítio em Portugal. Nos últimos três anos, 79 municípios receberam pedidos de prospecção.

Notas do 9.º ano descem a Português e Matemática volta à positiva

As médias dos alunos do 9.º ano nos exames desceram este ano a Português e a Matemática, voltando a uma média positiva, mas com uma taxa de reprovação ainda a rondar os 30%, segundo dados oficiais hoje divulgados.

Cada português consumiu no ano passado 3,3Kg de açúcar em 60 litros de refrigerante

Cada português consumiu no ano passado 60 litros de refrigerantes, o que equivale a 3,3 quilogramas de açúcar, um valor menor do que no ano anterior, quando começou a ser aplicado o imposto sobre estas bebidas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.