Info

Timor-Leste importou mais de 500 ME em 2019, com défice comercial de 384 ME

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Díli, 22 out 2020 (Lusa) - Timor-Leste importou em 2019 bens no valor de quase 600 milhões de dólares (506,4 milhões de euros), o maior valor dos últimos cinco anos, segundo o balanço estatístico oficial do Governo timorense.

Os dados mostram que, apesar de em 2019 Timor-Leste começar a contar as exportações de petróleo e derivados relativos ao Mar de Timor, o país continua com um défice na balança comercial de mais de 455 milhões de dólares (384 milhões de euros).

As estatísticas anuais de comércio, da Direção Geral de Estatísticas (DGE) mostram que a Indonésia continua a ser o principal parceiro comercial do país, com vendas de mais de 182 milhões de dólares (153,6 milhões de euros) ou 30,5%.

Essa quota de mercado da Indonésia aumentou face a 2018, quando representava menos de 27%.

As estatísticas anuais de 2019 têm em conta o novo regime que vigora no Mar de Timor, depois da entrada em vigor do tratado de fronteiras permanentes com a Austrália, com impacto no último trimestre do ano.

Isso levou a que o valor total de exportações tenha crescido seis vezes em 2019, para 141,4 milhões de dólares (119,39 milhões de euros), face aos 23,1 milhões registados em 2018.

Produtos petrolíferos representaram no ano passado um total de 117,6 milhões de dólares (99,3 milhões de euros) ou quase 83% das exportações do país, com o café a ser o segundo produto mais exportado, totalizando 18,3 milhões de dólares (15,45 milhões de euros) ou cerca de 13% do total.

O combustível continua a liderar a lista de produtos importados, representando 25% do total importado ou 149,5 milhões de dólares (126,2 milhões de euros), seguindo-se veículos (62 milhões de dólares ou 52,35 milhões de euros), cereais (36,8 milhões de dólares ou 31,1 milhões de euros) e maquinaria e equipamento (26 milhões de dólares ou 22 milhões de euros).

Hong Kong, Singapura, China, Vietname e Malásia são, depois da Indonésia, os principais fornecedores de Timor-Leste, com Portugal a ser o 14.º país com mais vendas ao país, com um total de apenas 5,4 milhões de dólares (4,6 milhões de euros).

Singapura, Malásia, Japão, China e Indonésia, por essa ordem, foram os principais clientes de Timor-Leste, representando em conjunto quase 90% do valor total exportado.

No caso do café, o país vendeu ao exterior 7.023 toneladas em 2019, com um valor total de 18,32 milhões de dólares (15,47 milhões de euros), uma queda de mais de 700 toneladas face a 2018.

A Indonésia foi o principal país comprador do café timorense, importando mais de 3.500 toneladas, seguindo-se o Canadá com 943 toneladas, os Estados Unidos (880), Alemanha (365), Portugal (332) e Austrália (195,4).

 

ASP // JMC

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Covid-19: Rússia anuncia eficácia de 95% da vacina Sputnik V

A Rússia anunciou hoje que sua vacina Sputnik V contra a covid-19, desenvolvida pelo Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya em Moscovo, tem uma eficácia de 95% eficaz, segundo resultados preliminares.

Entidade europeia alerta que países que retirem medidas do Covid-19 para o Natal terão aumento de internamentos em janeiro

O Centro Europeu de Controlo de Doenças estima que se os países que em outubro e novembro tomaram novas medidas para controlar a pandemia as levantassem a 21 de dezembro, os internamentos hospitalares aumentariam na primeira semana de janeiro.

Covid-19: Vacina da AstraZenca/Oxford tem eficácia de 70%

A vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo laboratório britânico AstraZeneca e pela Universidade de Oxford tem uma eficácia média de 70%, segundo um comunicado hoje divulgado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.